Economista analisa fala de Guedes: ‘processo de hiperinflação não é instantâneo’

Para Samuel Pessôa, o ministro da Economia "exagerou um pouco"

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

O economista Samuel Pessôa, da Fundação Getulio Vargas, explicou em entrevista à CNN que o processo de hiperinflação não é instântaneo, como disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, ao afirmar que o Brasil pode “ir para uma hiperinflação muito rápido”. 

Na avaliação de Pessôa, Guedes exagerou um pouco. “A direção que ele falou é correta. Eu só não acho que o processo é instantâneo”, disse.

Assista e leia também:

Focus: mercado já prevê inflação de 2020 em 3,2%

“Não é que a inflação deste ano vai ser 3% e a do próximo, 20%. Mas, se não resolvermos o problema da dívida pública e do fiscal brasileiro, as pessoas vão ficar com muitas dúvidas sobre a solvência do país, o dinheiro vai continuar saindo e o câmbio andando. Com o câmbio andando, gera a inflação de alimentos”, afirma.

Para Paulo Guedes, as privatizações podem ser fundamentais para reduzir a dívida pública. Pessôa, por sua vez, discorda.

“Pode até ajudar, mas não pode ser o foco da política fiscal. O foco da política fiscal é o desiquilibrio do gasto público no Brasil. Temos que resolver esse problema”.

 

Mais Recentes da CNN