Ecorodovias lucra R$ 71 mi à medida que tráfego se aproxima dos níveis de 2019

A empresa disse que o lucro foi impactado pelo resultado financeiro negativo de R$ 20,3 milhões devido, à variação monetária sobre debêntures

Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Aluisio Alves, da Reuters

Ouvir notícia

A Ecorodovias (ECOR3) teve resultado próximo das previsões de analistas para o terceiro trimestre, uma vez que o tráfego nas estradas sob concessão da administradora se recuperou gradualmente, refletindo o relaxamento gradual de quarentenas impostas para conter a pandemia da Covid-19.

A companhia responsável pelo Sistema Anchieta/Imigrantes, que liga a capital paulista ao Porto de Santos, informou nesta quarta-feira que teve lucro líquido de R$ 71,6 milhões, entre julho e setembro. A pesquisa da Refinitiv apontava lucro de R$ 75,1 milhões.

Leia também:
CSN, WEG e CVC: veja as maiores altas e baixas do Ibovespa em outubro
Mercado Livre mais que dobra comércio eletrônico e pagamentos no 3º trimestre

A empresa disse que o lucro foi impactado pelo resultado financeiro negativo de R$ 20,3 milhões devido, à variação monetária sobre debêntures, devido à alta do IPCA.

Segundo a Ecorodovias, seu lucro recorrente somou 89,2 milhões no período, aumento de 53,2% ano a ano. Esta medição exclui gastos considerados extraordinários, como os ligados a um acordo de leniência por envolvimento em esquema de corrupção.

O tráfego consolidado de veículos equivalentes nas rodovias administradas pela empresa no trimestre foi 2,4% menor do que um ano antes, ainda refletindo efeitos da pandemia.

Com a aplicação de alguns ajustes nos pedágios, o efeito sobre a receita líquida pro-forma foi aliviado parcialmente, caindo 0,8% no comparativo anual, para R$ 771,2 milhões.

O resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) do trimestre foi de R$ 488,8 milhões. A previsão média de analistas da Refinitiv para essa linha era de R$ 478,6 milhões.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Tópicos

Mais Recentes da CNN