Ecorodovias tem salto no lucro do 2º tri com retomada de fluxo pré-pandemia

Resultado operacional da companhia de abril a junho somou R$ 570,5 milhões, alta ano a ano de 32,6%

Polo rodoviário de Pelotas
Polo rodoviário de Pelotas Foto: Ecosul/Divulgação

Aluísio Alves, da Reuters

Ouvir notícia

 A retomada do tráfego nas concessões da Ecorodovias para níveis anteriores aos da pandemia da Covid-19 ajudou a companhia a turbinar o lucro no segundo trimestre.

A administradora de concessões de infraestrutura informou nesta quinta-feira que teve lucro líquido de 127,4 milhões de reais no período, alta de 260,8% em relação ao de um ano antes.

 

 

Já o resultado operacional da companhia medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) pró-forma de abril a junho somou 570,5 milhões de reais, alta ano a ano de 32,6%.

Segundo a companhia, o tráfego nas concessões que administra atingiu 100.837 mil veículos equivalentes pagantes, alta de 41,4% ante mesma etapa de 2020. Em termos comparáveis, o tráfego cresceu 29,1%.

Na comparação com o segundo trimestre de 2019, o tráfego comparável mensal caiu 3,8% em abril, mas teve crescimento de 3,6% em maio e de 2,7% em junho.

Com isso, e com entrada em vigor de cobrança de pedágio em concessões recentes e o ajuste nos preços de tarifas, a receita líquida atingiu 1,03 bilhão de reais, alta ano a ano de 20,4%.

Na outra ponta, os custos e despesas operacionais da companhia somaram 667,4 milhões de reais, com aumento de 12,7%. E o resultado financeiro líquido no trimestre foi negativo em 174,3 milhões, aumento de 151,5% sobre um ano antes. A relação dívida líquida sobre Ebitda proforma terminou o semestre em 2,6 vezes ante 3,3 vezes um ano antes.

 

Tópicos

Mais Recentes da CNN