Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Elon Musk culpa a “polícia da diversão” por recall de Teslas; entenda

    Mais de 500 mil veículos foram chamados para revisão por conta de recurso que faz sons de gases ou cabras

    Recurso Boombox da Tesla permitiu que os motoristas reproduzissem sons predefinidos ou personalizados de um alto-falante externo enquanto o veículo está em movimento
    Recurso Boombox da Tesla permitiu que os motoristas reproduzissem sons predefinidos ou personalizados de um alto-falante externo enquanto o veículo está em movimento Reuters

    Ramishah Marufdo CNN Business*

    Ouvir notícia

    A Tesla está fazendo o recall de mais de 500.000 veículos nos Estados Unidos devido ao recurso Boombox, uma atualização de 2020 que permite que os motoristas reproduzam sons como o de uma cabra ou um barulho de gases.

    O recurso Boombox permitiu que os motoristas reproduzissem sons predefinidos ou personalizados de um alto-falante externo enquanto o veículo está em movimento.

    A Administração Nacional de Segurança no Tráfego Rodoviário disse que o recurso Boombox pode prejudicar a capacidade dos pedestres de ouvir um som de aviso obrigatório, aumentando o risco de um acidente.

    Os avisos de pedestres são necessários em todos os veículos elétricos e híbridos, disse a NHTSA, porque os EVs são mais silenciosos do que os carros com motores de combustão interna.

    No Twitter, Musk culpou a “polícia da diversão”.

    Este é o quarto recall da Tesla em duas semanas, desta vez para 578.607 veículos. O fabricante do EV está configurado para lançar um firmware que desabilitará o recurso nos modos drive, neutro e reverso.

    Os veículos afetados são o Modelo S, Modelo X, Modelo Y 2020-2022 e alguns Modelo 3 2017-22.

    A queixa foi apresentada em janeiro de 2021 e estava sob revisão, pois a empresa de carros elétricos estava “demonstrando e defendendo ainda mais os testes”, disse o relatório de recall de segurança.

    Na semana passada, a Tesla recolheu 817.143 veículos devido a uma campainha que nem sempre soaria se o cinto de segurança do motorista fosse desafivelado.

    E pouco antes disso, a empresa fez um recall de seu software de “condução totalmente autônoma”, que havia sido programado para passar por sinais de parada em determinadas circunstâncias.

    O piloto automático do sistema de assistência ao motorista da Tesla e seu recurso de videogame no veículo também estão sob escrutínio da NHTSA.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN