Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Elon Musk supostamente teve gêmeos com executiva da Neuralink, diz site

    Documentos mostram que o CEO da Tesla e SpaceX teria tido filhos com Shivon Zilis, com quem começou a trabalhar em 2016

    Elon Musk durante cerimônia de abertura de fábrica da Tesla em Gruenheide, na Alemanha
    Elon Musk durante cerimônia de abertura de fábrica da Tesla em Gruenheide, na Alemanha 22/03/2022 Patrick Pleul/Pool via REUTERS

    Sara Ashley O'Briendo CNN Business

    Ouvir notícia

    Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX e o homem mais rico do mundo, supostamente teria tido gêmeos no ano passado com uma executiva de sua outra empresa Neuralink, divulgou o Business Insider na quarta-feira.

    Musk, que postou um tweet em 24 de maio dizendo que “a taxa de natalidade dos EUA está abaixo dos níveis mínimos sustentáveis ​​há cerca de 50 anos” e o colocou no topo de sua conta no Twitter de mais de 100 milhões de seguidores, silenciosamente foi pai de filhos com Shivon Zilis.

    A executiva trabalha para Musk na Neuralink, empresa que espera desenvolver um chip de computador implantável para o cérebro humano, de acordo com documentos obtidos pelo Business Insider.

    A agência obteve documentos judiciais referentes à mudança dos nomes legais das crianças para incorporar o sobrenome Musk e Zilis como parte dos nomes do meio.

    O CNN Business não pôde confirmar independentemente o conteúdo dos documentos, mas uma súmula do tribunal de Travis County, no Texas, obtida pelo CNN Business, indicou que a petição de mudança de nome foi inicialmente apresentada em abril de 2022 e concedida no início de maio – correspondendo às datas dos documentos publicados, que contém o carimbo do tribunal, bem como a assinatura de Musk, listando-o como pai e Zilis como mãe.

    Elon Musk não respondeu aos pedidos de comentários enviados a representantes da Tesla, SpaceX e Neuralink.

    Os laços profissionais de Zilis com Musk datam de pelo menos abril de 2016, de acordo com seu perfil no LinkedIn, quando ela se tornou conselheira da OpenAI, um laboratório de pesquisa sem fins lucrativos com a missão declarada de “garantir que a inteligência geral artificial beneficie toda a humanidade”.

    Em agosto de 2020, Musk realizou um evento transmitido ao vivo destinado a mostrar o progresso da tecnologia da Neuralink, que havia implantado em um porco.

    Quase um ano depois, a Neuralink afirmou que os macacos podiam jogar ping pong depois que os chips da empresa foram inseridos em seus cérebros. Mais recentemente, a Neuralink teve que lidar com preocupações sobre suas práticas de teste, negando alegações de crueldade animal e confirmando no início deste ano que macacos morreram como parte dos testes.

    De acordo com o LinkedIn de Zilis, ela trabalhou para Tesla e Neuralink a partir de maio de 2017; e atualmente trabalha como diretor de operações e projetos especiais da Neuralink. Em 2020, ela se tornou membro do conselho da OpenAI.

    Antes de trabalhar em empresas dirigidas por Musk, Zilis trabalhou para um fundo de capital de risco da Bloomberg (que a colocou na lista Forbes 30 under 30 para capital de risco em 2015), bem como para a IBM.

    Ela também atuou nos conselhos de pelo menos duas outras organizações relacionadas à inteligência artificial. Zilis não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

    Este é o segundo conjunto de gêmeos que Elon Musk pode ser pai. Ele e sua primeira esposa, Justine, tiveram gêmeos em 2004 antes de dar à luz trigêmeos dois anos depois. (Os dois, que foram casados ​​de 2000 a 2008, perderam seu primeiro filho; Justine, uma autora, escreveu sobre como era ser casada e divorciar-se de Musk para a revista Marie Claire em 2010.)

    Musk posteriormente teve dois filhos com a musicista Claire Boucher, mais conhecida como Grimes. Seu segundo filho nasceu em dezembro de 2021 por meio de uma barriga de aluguel.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN