Em Belo Horizonte, Bolsonaro fala em recriar pasta da Indústria e Comércio

Em discurso na posse da diretoria da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), presidente disse pretende tomar medida assim que houver oportunidade

Daniela Mallmannda CNN

Em Belo Horizonte

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse na quinta-feira (26) que pretende recriar, ainda este ano, o Ministério da Indústria e Comércio. A fala aconteceu na cerimônia de posse da diretoria da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

“Foi uma solicitação que, confesso, já estava madura e agora selou o seu final. Uma vez, havendo uma outra oportunidade, ainda no corrente ano, vai estar nas mãos do [presidente da Câmara, Arthur] Lira a recriação do Ministério da Indústria e Comércio”, disse o presidente.

A declaração de Bolsonaro foi uma resposta ao presidente reeleito da entidade, Flávio Roscoe, que havia falado mais cedo sobre essa demanda feita, nos bastidores, a Bolsonaro.

Arthur Lira (PP-AL), que também participou do evento, se manifestou sobre a promessa feita por Bolsonaro.

“Presidente Bolsonaro, o senhor hoje marcou com um gesto firme e simples, uma promessa feita na frente de um público que é seu – que demonstrou ser seu – o retorno da criação do Ministério da Indústria e do Comércio ao Brasil”, disse o político.

“Só precisamos de um pequeno detalhe de cada um: mais quatro anos, para poder continuar fazendo as reformas que o Brasil precisa.”

O ato solene em Belo Horizonte marcou a posse de Flávio Roscoe, empresário do setor têxtil, à frente da Fiemg – ele foi reeleito e terá mandato até 2025.

O governador do estado, Romeu Zema (Novo), também participou e falou sobre ações para o setor produtivo.

Em posse da diretoria da Fiemg, o presidente Jair Bolsonaro (PL) prometeu recriar o Ministério da Indústria e Comércio
Em posse da diretoria da Fiemg, o presidente Jair Bolsonaro (PL) prometeu recriar o Ministério da Indústria e Comércio / Reprodução/TV Brasil (26.mai.2022)

“Após 20 anos, o nosso regulamento de ICMS está sendo totalmente revisado. Será um conjunto de normas revisadas e atualizadas para facilitar a compreensão, reduzir ainda mais a burocracia, ampliar a transparência e reforçar a segurança jurídica”, afirmou.

“Queremos ouvir as sugestões da sociedade, de instituições como a Fiemg aqui, para aproximarmos ao máximo essas medidas que impactam na vida de todo o setor produtivo. Tenho convicção que essa iniciativa será mais uma parceria exitosa e que será um diferencial de Minas Gerais em relação aos demais estados”, completou Zema.

A cerimônia também foi marcada por homenageados com honrarias e medalhas em reconhecimento à colaboração pelo desenvolvimento de minas gerais e do país para empresários da indústria e construção.

O evento marcou a retomada das celebrações presenciais da Fiemg, após as restrições impostas pela pandemia de Covid-19.

Mais Recentes da CNN