Em janeiro, indústria cresce em 13 de 15 locais pesquisados, aponta IBGE

Produção nacional apresentou acréscimo de 0,9% na passagem de dezembro de 2019 para janeiro de 2020. Bahia e Pernambuco apresentaram as maiores altas

O PIB brasileiro cresceu 1,1% em 2019, desempenho mais fraco em três anos; produção industrial cresce em 13 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE
O PIB brasileiro cresceu 1,1% em 2019, desempenho mais fraco em três anos; produção industrial cresce em 13 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE Foto: Arquivo/Agência Brasil

Do CNN Brasil Business, em São Paulo*

Ouvir notícia

A produção industrial teve alta em 13 dos 15 locais pesquisados em janeiro, segundo divulgação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As principais altas foram apresentadas por Bahia, com 10,3% e Pernambuco, com 8,7%. Ambos eliminaram as perdas acumuladas nos dois últimos meses de 2019, com -5,5% e -7,8%, respectivamente. 

Entre as quedas, Pará e Mato Grosso tiveram os piores resultados, com -4,2% e -2,3%.Com o resultado, o Pará eliminou o crescimento de 2,7% apresentado em dezembro de 2019. Já Mato Grosso marca a segunda taxa negativa consecutiva, acumulando uma perda de 7,2% nesse período. 

Regiões como São Paulo e Rio de Janeiro também contaram com uma expansão maior que a média geral. São Paulo contou com uma alta de 2,3%. Já o estado do Rio de Janeiro apresentou o terceiro melhor resultado, com 3,9% de crescimento.

Em termos de produção nacional,a indústria teve um acréscimo de 0,9% na passagem de dezembro de 2019 para janeiro de 2020. Já na comparação janeiro 2019 com janeiro de 2020, o setor industrial sofreu redução de 0,9% neste ano, com sete dos quinze locais pesquisados apontando resultados negativos. Segundo o IBGE, nesse mês, Espírito Santo (-20,9%) e Minas Gerais (-14,2%) assinalaram os recuos mais intensos.

Os locais pesquisados pelo IBGE foram Amazonas, Pará, Região Nordeste, Ceará, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Goiás. 

*(Com Reuters)

Mais Recentes da CNN