Em meio à Covid-19, iFood prorroga medidas de apoio para restaurantes

De acordo com a companhia, "o objetivo é oferecer mais de R$ 500 milhões aos restaurantes ao longo do ano"

Foto: IFood/ Reprodução

Tamires Vitorio, do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

A foodtech iFood prorrogou por mais 15 dias as medidas de apoio que estava oferecendo para os restaurantes parceiros do aplicativo por conta da pandemia do novo coronavírus, realizadas desde o início de março deste ano, e que ficariam ativas somente até o final deste mês.

Em comunicado enviado ao CNN Brasil Business, a companhia afirmou que, por mais duas semanas, os “estabelecimentos poderão contar com redução de taxas, antecipação de recebíveis e linhas de crédito facilitada para manter as operações e renda”. 

A redução das taxas será realizada de forma automática para os estabelecimentos parceiros, sendo de 23% para 18% para os que realizam suas entregas utilizando a logística do próprio iFood, e de 12% para 11% para aqueles que fazem as suas próprias entregas. 

O iFood também informa que o “repasse dos recebíveis vai continuar em até 7 dias após a venda, sem taxa adicional, até 30 de junho, para todos os restaurantes ativos há mais de 30 dias na plataforma”.

As linhas de crédito facilitadas, por meio do Banco do Restaurante iFood, com taxas e condições especiais, via Conta Digital iFood, continuarão a ser oferecidas com prazo de pagamento entre seis e 12 meses, tendo carência de até dois meses. A taxa de juros fica a partir de 1,99% ao mês. De acordo com a companhia, “o objetivo é oferecer mais de R$ 500 milhões aos restaurantes ao longo do ano”. 

Outra ação adotada pela empresa é uma parceria com restaurantes no Rio de Janeiro e em Campinas no qual serão oferecidos descontos e facilidades “nas despesas mensais dos estabelecimentos cadastrados no aplicativo”.

Segundo o iFood, “o programa contará com empresas que proporcionarão uma grande redução de custos para os proprietários dos estabelecimentos, como Supergasbras, Contabilizei, BMG Seguros, Pranabank, NeoGourmet, Worc e Vivo”.

Com as empresas, o iFood negociou parcerias para descontos de 12% a 80%, prazo de pagamento estendido, redução de prazos contratuais e atendimento e suporte 24 horas por dia e sete dias por semana. Em média, a expectativa é que os restaurantes consigam economizar até R$ 4.000. O programa deve ser espalhado, em breve, para outros lugares do Brasil.

Mais Recentes da CNN