Em meio à crise hídrica, Copel inaugura hidrelétrica dois anos antes do previsto

Estatal planeja lucrar com venda de energia no mercado livre antes de começar a vigência dos contratos com as distribuidoras em 2024

Foto: Divulgação / Copel

Raphael Coraccini, colaboração para CNN

Ouvir notícia

 

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) conseguiu finalizar a hidrelétrica de Bela Vista, na região Sudoeste do estado, com dois anos de antecedência. A pequena central hidrelétrica (mais conhecida como PCH) já está em funcionamento, mesmo com a maior parte do território paranaense sofrendo com escassez de água. Instalada no Rio Chopim, entre os municípios de Verê e São João, a Bela Vista custou R$ 224 milhões.

As obras da PCH começaram em maio de 2020 e tinham conclusão prevista inicialmente para 2023. A instalação será capaz de oferecer energia para 100 mil pessoas, de acordo com a empresa.

A expectativa é que os outros dois geradores entrem em operação até o final de julho e que a hidrelétrica já esteja funcionando em sua capacidade máxima no começo do segundo semestre.

Mesmo com o quadro de seca severa, o diretor-geral de geração e transmissão da Copel, Moacir Carlos Bertol, avalia que a antecipação em dois anos da entrega da hidrelétrica vai permitir que a empresa venda energia diretamente ao consumidor pelos próximos 30 meses, quando começa a valer os contratos de fornecimento com as distribuidoras. “Isso permite vender essa energia no mercado livre, adicionando recursos para a Copel”, afirma o executivo.

Segundo a estatal, a pequena hidrelétrica tem capacidade de gerar energia aproveitando a vazão mínima de água, o que reduz a necessidade de represamento e, portanto, atenua efeitos de uma crise hídrica, além de manter a condição ambiental adequada do rio.

O reservatório da Bela Vista tem 266 hectares, sendo que 177 hectares são de leito de rio, enquanto o restante é de área alagada, que foi preenchida totalmente em abril deste ano, ainda antes do agravamento da seca.

A Copel deve entregar também, em um mês, a ponte rodoviária sobre o Rio Chopim construída como contrapartida à exploração da região para produção energética. A obra de 200 metros vai ligar os municípios de Verê e São João.

Mais Recentes da CNN