Embraer conclui reintegração do negócio de Aviação Comercial

Com a conclusão e restabelecimento do ritmo normal da empresa, a aviação comercial volta a estar diretamente ligada à estrutura da Embraer.

Logo da Embraer na sede da empresa em São José dos Campos
Logo da Embraer na sede da empresa em São José dos Campos 28/02/2018 REUTERS/Roosevelt Cassio

Beth Moreira, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Embraer informa que concluiu a reintegração dos principais sistemas de tecnologia da informação e processos do negócio da aviação comercial.

Com a conclusão e restabelecimento do ritmo normal da empresa, a aviação comercial volta a estar diretamente ligada à estrutura da Embraer.

Em nota, a fabricante lembra que a reorganização decorrente deste processo foi iniciada em maio de 2020 e, desde então, tem sido um dos principais focos da Embraer, como parte da revisão do plano estratégico e da execução de iniciativas para o aproveitamento das competências e recuperação de sinergias, garantindo benefícios operacionais e eliminando ineficiências fiscais como uma gestão integrada, menos complexa e mais ágil pode oferecer.

“Acreditamos que 2022 será um ano de crescimento e estamos bem preparados para aproveitar todo o potencial da companhia. Desta forma, o sucesso da reintegração do negócio da aviação comercial é mais um passo importante no processo de execução do nosso planejamento estratégico e deverá resultar em melhorias operacionais significativas e melhor rentabilidade”, destacou Antonio Carlos Garcia, Vice-Presidente Executivo Financeiro e Relações com Investidores.

Mais Recentes da CNN