Empresa de táxi de Paris suspende frota da Tesla após acidente fatal

Três pessoas estão em estado grave, segundo uma pessoa próxima à investigação

Tesla Model 3
Tesla Model 3 Divulgação

Reuters*

Ouvir notícia

A principal empresa de táxis de Paris, G7, suspendeu o uso de 37 carros Modelo 3 em sua frota após um acidente no sábado envolvendo um de seus motoristas, no qual uma pessoa morreu e 20 ficaram feridas. Três pessoas estão em estado grave, segundo uma pessoa próxima à investigação.

O ministro dos transportes da França disse na quarta-feira (15) que não havia nenhuma sugestão neste estágio de que um acidente fatal em Paris envolvendo um táxi Tesla Modelo 3 foi causado por uma falha técnica.

“Não há elementos que levem alguém a acreditar que esteja relacionado a um problema técnico”, disse o ministro dos Transportes, Jean-Baptiste Djebbari, à rádio RMC.
O ministro disse que havia conversado com o presidente-executivo da Tesla Europe, que lhe disse que não havia alertas de segurança sobre o Modelo 3.

Tesla não respondeu aos pedidos de comentário. A montadora coleta dados detalhados dos sensores e câmeras de seus veículos e já usou esses dados no passado para contestar as alegações de que os acidentes foram causados ​​por tecnologia defeituosa.

O vice-presidente-executivo do G7, Yann Ricordel, citou Tesla dizendo na segunda-feira que uma investigação inicial descartou uma falha técnica.

Ricordel disse que o acidente ocorreu enquanto um motorista de táxi fora de serviço levava sua família a um restaurante. O motorista tentou frear, mas o carro acelerou, disse Ricordel.

Uma fonte policial disse à Reuters que o carro, que havia parado em um semáforo vermelho, acelerou repentinamente, atingindo e arrastando consigo um ciclista que morreu mais tarde.

O motorista tentou parar o veículo direcionando-se para os obstáculos ao redor, incluindo latas de lixo, causando ainda mais danos, disse a fonte policial, citando a versão do próprio motorista dos eventos, testemunhas e vigilância por vídeo.

Não ficou claro se o carro estava operando no modo de piloto automático. O teste do motorista foi negativo em um teste de álcool, disse a fonte policial.
Uma fonte judicial disse que uma investigação sobre homicídio involuntário do motorista foi aberta.

O vídeo da cena obtido pela Reuters mostrou os destroços de um Tesla preto e destroços espalhados pela rua. O lado esquerdo do veículo estava amassado, a roda dianteira esquerda quebrou e o para-brisa estilhaçado.

O carro parecia ter colidido com uma van branca, que sofreu danos na frente. Outra filmagem que circulou nas redes sociais mostrou membros do público cuidando dos feridos e espectadores chocados após o acidente.

*(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original, em inglês)

Mais Recentes da CNN