Empresas ajudam jovens a ingressar no mercado de trabalho

Segundo pesquisa do Conjuve, quase 30% da população jovem entre 18 e 24 anos está desempregada

Soraya Lauandda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A pandemia causou uma série de efeitos sobre a vida dos jovens, principalmente em relação ao mercado de trabalho. Na busca por construir caminhos mais igualitários, empresas vêm adotando medidas que contribuem com a formação do jovem aprendiz. Com a ajuda de cursos profissionalizantes, eles têm a chance de integrar o mercado de trabalho antes mesmo de cursar uma faculdade.

Segundo a pesquisa Juventude e a Pandemia do Coronavírus, do Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), quase 30% da população jovem entre 18 e 24 anos está desempregada. Essa taxa é mais do que o dobro do percentual da população em geral.

O presidente do Conjuve, Marcus Barão, reforça a importância que as empresas têm no acolhimento desses jovens, permitindo o acesso às oportunidades de trabalho.

“As empresas ganham muito promovendo um processo de diversidade e de acesso às oportunidades e trabalho e emprego, principalmente se elas também assumem um papel de se responsabilizar por promover a formação desses jovens, tornando a inclusão produtiva em um processo ainda mais diverso e inclusivo”, afirmou Barão.

No programa, a falta de experiência é vantagem: além da empresa conseguir moldar o aprendiz, o deixa preparado para qualquer desafio. O aprendiz ganha salário e registro em carteira e, quem se destaca, ganha uma mentoria profissional.

Tópicos

Mais Recentes da CNN