Entidades de classe pedem rejeição total ao projeto da reforma tributária

O grupo alega que a proposta aumenta a complexidade do sistema tributário brasileiro e o peso dos impostos para a classe C

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Mais de 20 entidades de classe do Brasil assinaram em conjunto uma carta em que pedem a rejeição total do projeto de reforma tributária elaborado pela equipe econômica de Paulo Guedes e que está em tramitação no Congresso Nacional.

 

No texto, os grupos argumentam que empresas se organizaram durante décadas para trabalhar com o sistema tributário brasileiro, e que a alteração da forma que está sendo proposta resulta em um “inaceitável” aumento de carga tributária para setores da sociedade. “Durante décadas, as empresas se organizaram financeira e societariamente no pressuposto de que essas seriam as regras aplicáveis. Mudá-las, além de produzir efeitos diametralmente opostos àqueles apontados, resulta em inaceitável aumento de carga tributária para importantes setores da economia nacional”, diz o manifesto.

O grupo alega também que a proposta aumenta a complexidade do sistema tributário brasileiro, o peso dos impostos para a classe C e pode ainda provocar maior litigiosidade em questões que envolvem impostos.

Ministro da Economia, Paulo Guedes, durante coletiva da reforma tributária
Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

 

Mais Recentes da CNN