Epic Games pede que Justiça dos EUA impeça ‘retaliação’ da Apple ao Fortnite

Desenvolvedora entrou com pedido para colocar jogo de volta às 'prateleiras' da App Store

 
  Foto: Joshua Hoehne/Unplash

Reuters

Ouvir notícia

A desenvolvedora de jogos eletrônicos Epic Games disse, na noite de sexta-feira (4), que solicitou a um tribunal que previna o que classifica como “retaliação” da Apple contra a criadora do jogo “Fortnite”, após a fabricante do iPhone encerrar a conta da Epic Games na loja de aplicativos App Store

A Epic Games entrou com um pedido de injunção preliminar para colocar seu jogo de volta na App Store e restaurar a conta da desenvolvedora. O processo foi feito na Corte Distrital dos Estados Unidos para o Distrito do Norte da Califórnia. 

Leia também:
Criadora do Fortnite, Epic Games capta US$ 1,8 bilhão em rodada de investimento
Deu match: Spotify e Tinder se juntam ao Fortnite na batalha contra a Apple

O pedido argumenta que a Epic Games “poderá sofrer danos irreparáveis” na ausência da decisão e que “o equilíbrio de danos aponta agudamente a favor da Epic”. 

A petição descreve a Apple como “monopolista” que mantém seus monopólios ao “explicitamente proibir qualquer entrada competitiva”. 

No final da semana passada, a Apple encerrou a conta da Epic Games em sua App Store em meio a uma batalha jurídica em relação às orientações de pagamento dentro do aplicativo da fabricante do iPhone e de acusações de que a empresa constitui um monopólio. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN