Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ernst & Young é multada em US$ 100 milhões por fraude em certificados de funcionários

    Comissão de Valores Mobiliários dos EUA afirmou que "número significativo" de auditores da empresa trapaceou nos testes de Contador Público Certificado

    Comissão de Valores Mobiliários de Estados Unidos (SEC)
    Comissão de Valores Mobiliários de Estados Unidos (SEC) 12/05/2021REUTERS/Andrew Kelly

    Jordan Valinskydo CNN Business

    Ouvir notícia

    A Ernst & Young de Nova York recebeu uma multa recorde de US$ 100 milhões do governo dos Estados Unidos depois que os reguladores descobriram que a empresa sabia que alguns de seus auditores estavam trapaceando no Exame Uniforme de Contador Público Certificado (CPA, na sigla em inglês) por vários anos e não fizeram nada para impedir isso.

    A Securities and Exchange Commission (SEC) disse nesta terça-feira (28) que um “número significativo” de auditores da empresa de contabilidade trapaceou na parte ética do teste de CPA e outros cursos necessários para manter as licenças.

    Talvez mais surpreendentemente, a SEC disse que a Ernst & Young “fez uma apresentação” de que não tinha “problemas atuais com trapaça quando, na verdade, a empresa havia sido informada de uma possível trapaça em um exame de ética da CPA”.

    A multa de US$ 100 milhões é a maior já aplicada contra uma empresa de auditoria.

    “Esta ação envolve quebras de confiança por gatekeepers dentro do setor encarregado de auditar muitas das empresas públicas de nosso país”, disse Gurbir Grewal, diretor da Divisão de Execução da SEC, em um comunicado à imprensa.

    “É simplesmente ultrajante que os próprios profissionais responsáveis ​​por pegar trapaças de clientes trapacearam nos exames de ética de todas as coisas.”

    Ele acrescentou que é “igualmente chocante” que tenham dificultado sua investigação. “Esta ação deve servir como uma mensagem clara de que a SEC não tolerará falhas de integridade por auditores independentes que escolhem o erro mais fácil em vez do mais certo”, disse Grewal.

    Além da multa, a SEC ordenou que a Ernst & Young contratasse dois consultores independentes para “ajudar a remediar suas deficiências”, com uma empresa revisando os procedimentos da empresa sobre ética e outra sobre suas falhas de divulgação.

    A Ernst & Young disse em comunicado que “nada é mais importante do que nossa integridade e ética” e que está cumprindo a ordem da SEC.

    “Tomamos medidas repetidas e consistentes para reforçar nossa cultura de conformidade, ética e integridade no passado”, disse um porta-voz da empresa. “Continuaremos a tomar ações abrangentes, incluindo medidas disciplinares, treinamento, monitoramento e comunicações que fortalecerão ainda mais nosso compromisso no futuro”.

    A multa é o dobro da que a KPMG foi condenada a pagar em 2019 por alegações semelhantes de trapaça.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN