Especialista lista o que fazer se deixou para declarar o IR na última hora; veja

Prazo para enviar a declaração do Imposto de Renda para a Receita termina nesta segunda-feira (31)

Produzido por Fernanda Pinotti, da CNN em São Paulo*

Ouvir notícia

Segunda-feira (31) é o último dia para enviar a declarar o Imposto de Renda de 2021. O envio das informações para a Receita Federal deve ser feito até as 23h59. Em entrevista à CNN, o diretor-executivo da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos, dá dicas do que o contribuinte deve fazer se deixou para declarar na última hora.

“Para aquele contribuinte que ainda não começou [a declaração] e vai fazer, a primeira coisa é pegar a última declaração do Imposto de Renda”, diz o especialista. Segundo ele, é preciso fazer uma lista de documentos necessários para a declaração, pegar esses documentos e escolher a melhor forma de prestar as contas com o Leão, seja via programa ou declaração online.

Depois que preencher e entregar a declaração, o especialista recomenda que o contribuinte continue acompanhando o andamento para fiscalizar se serão apontados alguns problemas.

“Caso a declaração não tenha nenhum tipo de erro e, de fato, alguma outra parte deixou de lançar a informação, o contribuinte deve esperar até 30 de setembro.” Esta é a data de pagamento do último lote de restituição do IR. A partir daí, será possível fazer um procedimento de malha fiscal. “Você vai juntar toda a sua documentação de forma eletrônica para comprovar que sua declaração, que ficou retida, está com os dados corretos.”

O erro também pode acontecer por parte do contribuinte. Segundo o especialista, deixar de declarar rendimentos de dependentes ou informes de serviços prestados estão entre as principais causas que fazem o cidadão cair na malha fina.

“A pessoa física, ao fazer a sua declaração de Imposto de Renda, acaba esquecendo de informar fontes de renda, por exemplo, de um serviço que prestou para alguma empresa durante o ano. Ou não inclui um vínculo trabalhista curto, já que acabou passando pela empresa rapidamente. Também é muito comum que o contribuinte não lembre dos rendimentos dos dependentes”, listou o especialista.

Diretor da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos
Diretor da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos (30-05-2021)
Foto: Reprodução / CNN

Domingos afirmu também que, muitas vezes, o contribuinte esquece de anexar despesas que poderiam ser deduzidas, como, por exemplo, recibos médicos, odontológicos, hospitalares, de educação e instrução e de previdência privada do tipo PGBL. Ele chama a atenção para a pensão alimentícia que raramente entra nas declarações. 

“Pensão alimentícia é um ponto que muitos contribuintes não sabem, mas é um rendimento tributável para quem recebe e é dedutível integralmente do Imposto de Renda para quem paga.”

Ajuda para os próximos anos

Para ajudar neste processo de declaração do Imposto de Renda nos próximos anos, ele aconselha que a cada mês, as pessoas organizem os arquivos e recibos das despesas dos últimos 30 dias.

“O contribuinte deve fazer uma pastinha no seu computador onde vai guardando informações, recibos médicos, despesas com previdências e seus informes de rendimentos.”

*Supervisionada por Layane Serrano

Mais Recentes da CNN