Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Especialistas discutem assimetria entre desemprego em queda e pobreza em alta

    Levantamento da Fundação Getúlio Vargas Social mostra que, entre 2019 e 2021, 9,6 milhões de pessoas entraram na linha da pobreza no Brasil

    Da CNN*

    São Paulo

    Ouvir notícia

    Mesmo em um cenário pouco promissor da economia, o desemprego voltou a cair no Brasil e registrou o menor patamar desde 2015, fechando o mês de maio em 9,8%. Apesar disso, a informalidade ainda é alta e representa mais de 40% de todas as vagas, o que explica, em parte, a queda de 7% na renda, na comparação com o mesmo período de 2021.

    Os dados do IBGE ajudam a entender o resultado de um outro estudo, divulgado recentemente pela Fundação Getúlio Vargas Social. O levantamento mostra que, entre 2019 e 2021, 9,6 milhões de pessoas entraram na linha da pobreza no Brasil, a pior marca desde o início da medição, em 2012.

    O estudo aponta que o problema atinge mais as regiões Norte e Nordeste, onde todos os estados têm índice de pobreza superior à média nacional. O estado mais afetado é o Maranhão, com quase 58% da população vivendo com até R$ 497 por mês.

    Neste episódio do E Tem Mais, Muriel Porfiro apresenta um balanço sobre os fatores que permitiram a redução do desemprego no Brasil ao mesmo tempo em que a renda do trabalhador segue em baixa.

    Participam da edição Marcelo Neri, diretor da FGV Social, e Bruno Imaizumi, economista da LCA Consultores.

    Conheça outros podcasts da CNN Brasil:

    CNN Money

    Horário de Brasília

    WW

    À Prioli

    No Lucro CNN

    Semana de 22 – Bem mais que o modernoso

    Entre Vozes

    Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

    Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã / CNN Brasil

    (Publicado por Carolina Farias)

    Mais Recentes da CNN