Esperamos euforia com abertura de serviços no segundo semestre, diz Campos Neto

Presidente do Banco Central também destacou que o mercado financeiro continua se surpreendendo em como a economia tem se "adaptado bem" ao novo ambiente

Roberto Campos Neto, presidente do BC
Roberto Campos Neto, presidente do BC Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino

Anna Russi, do CNN Brasil Business, em Brasília

Ouvir notícia

 

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que um dos fatores que devem promover a melhora das perspectivas da autoridade monetária para a economia é a expectativa de euforia com a abertura do comércio no segundo semestre. 

“Na indústria hoteleira, está claro o quanto as pessoas querem viajar. Olhamos para os Estados Unidos e outros locais: não se acha quarto de hotel nem carro para alugar. Isso nos diz que há esse estágio de euforia no qual as pessoas querem fazer isso”, disse nesta terça-feira (8), em conversa virtual promovida pelo banco JP Morgan.

“Então, eu acho que isso vai acontecer no Brasil também. Então, nos dá uma perspectiva melhor para o segundo semestre”, completou. 

Campos Neto também destacou que os agentes do mercado financeiro continuam se surpreendendo em como a economia tem se “adaptado bem” ao novo ambiente pandêmico.

“No início da segunda onda, a primeira coisa que vemos é o mercado ficando muito pessimista. Nós éramos menos pessimistas. As pessoas começaram a perceber que esse era o caso… as revisões estão acontecendo”, observou. 

Em atualização

Mais Recentes da CNN