Estabilidade política é importante para conter alta dos combustíveis, diz Pacheco

Presidente do Senado também voltou a cobrar a colaboração social da Petrobras e defendeu a revisão da tributação dos combustíveis para ajudar na resolução do problema

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado
Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Jefferson Rudy/Agência Senado

Bia GurgelTeo Curyda CNN

Ouvir notícia

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou, nesta segunda-feira (4), que a estabilidade política do país é um dos fatores mais importantes para conter o aumento no preço dos combustíveis.

Segundo ele, “isso é um fator importante para estabilizar o câmbio”, que, por sua vez, impacta na alta dos valores.

Pacheco também cobrou a colaboração social da Petrobras e defendeu a revisão da tributação dos combustíveis para ajudar na resolução do problema.

“A Petrobras tem que cumprir uma função social e fazer com que os lucros nela gerados sejam de algum modo revertidos pro bem-estar da população”, declarou.

A Câmara dos Deputados discute atualmente um projeto que trata da uniformização do ICMS (imposto estadual sobre o gás, gasolina e diesel), hoje com percentuais diferentes para cada estado.

Pacheco afirmou que defende a definição de uma política tributária “mais estável” para os combustíveis e disse que o Senado está pronto para contribuir neste sentido.

“A previsibilidade arrecadatória também é importante. Essa é uma discussão que se inicia na Câmara dos Deputados, por ser um projeto de iniciativa do Executivo, e que nós teremos toda a atenção também para contribuir com isso”, concluiu Pacheco.

Mais Recentes da CNN