Bolsas dos EUA fecham em alta sob menos tensões com Ômicron e dados de emprego

Pfizer informou hoje que uma terceira dose de sua vacina contra a Covid-19 pode neutralizar a nova variante

Operadores trabalham na Bolsa de Nova York
Operadores trabalham na Bolsa de Nova York 07/12/2021REUTERS/Brendan McDermid

Artur Nicocelido CNN Brasil Business*

São Paulo

Ouvir notícia

Cada dia que passa, os mercados norte-americanos aliviam ainda mais as tensões acumuladas dos últimos dias por conta da nova variante do coronavírus. As notícias sobre a eficácia das vacinas abre espaço para um maior apetite por risco.

Dessa forma, o Dow Jones fechou em alta de 0,10%, aos 35.754 pontos, na sessão desta quarta-feira (8), enquanto o S&P cresceu 0,31%, aos 4.701 pontos, e o Nasdaq teve alta de 0,64%, aos 15.786 pontos.

A Pfizer informou hoje cedo que uma terceira dose de sua vacina contra a Covid-19 pode neutralizar a Ômicron, mas que duas imunizações não é tão eficiente. A farmacêutica britânica GSK também anunciou que uma terapia para tratamento da Covid-19 baseada em anticorpos que está desenvolvendo com a Vir Biotechnology foi eficaz contra todas as mutações da variante.

Ao mesmo tempo, Botsuana, um dos primeiros países na África a detectar a variante, informou não haver aumento de hospitalizações por conta da Ômicron. O país já conseguiu vacinar totalmente 71% da população, ou 1,3 milhão de habitantes.

A variante, que passou por grandes mutações, causa alarme entre cientistas e governos e muitos acreditam que ela se tornará predominante por causa de sua transmissibilidade alta. Ela já se disseminou em ao menos 57 países.

“Atualmente, só temos uma pessoa na UTI (unidade de terapia intensiva). Mas existe uma tendência que notamos, que é a de aqueles que ficam gravemente doentes não estarem vacinados”, disse o ministro da Saúde, Edwin Dikoloti, em uma coletiva de imprensa.

A notícia se somou ao alívio causado por declarações de Anthony Fauci, autoridade em doenças infecciosas dos EUA, de que evidências preliminares indicam que, embora a Ômicron provavelmente tenha um grau mais alto de transmissibilidade, parece ser menos grave.

Dados de emprego

Segundo o The Wall Street Journal, os investidores estão se esforçando para obter mais volatilidade nos mercados, impulsionados pela perspectiva de incerteza para a inflação e dados econômicos mistos. Um dos motivos pelos quais alguns investidores esperam que a inflação persista é o mercado de trabalho apertado.

As vagas de emprego em aberto nos Estados Unidos aumentaram em outubro, enquanto as contratações diminuíram, sugerindo um agravamento da escassez de trabalhadores no país, o que pode prejudicar o crescimento do emprego e da economia em geral.

A pesquisa mensal de vagas em aberto e rotatividade de empregos do Departamento de Trabalho dos EUA, conhecido como relatório Jolts, também mostrou nesta quarta-feira declínio constante nas demissões, outro sinal de que as condições do mercado de trabalho estão se apertando. Embora o número de pessoas que abandonaram voluntariamente seus empregos tenha caído, ele permaneceu bastante alto.

“Em circunstâncias normais, um número quase recorde de vagas de emprego em aberto seria algo para comemorar”, disse Jennifer Lee, economista sênior da BMO Capital Markets, em Toronto. “Mas nenhum empregador está em clima de comemoração. É difícil atender aos pedidos ou às demandas dos clientes se não houver gente suficiente para fazer o trabalho.”

As vagas em aberto, uma medida da demanda por trabalho, aumentaram em 431 mil, para 11,0 milhões, no último dia de outubro. Este foi o segundo maior número já registrado. Economistas consultados pela Reuters previam 10,4 milhões de postos em aberto.

*Com Reuters

Mais Recentes da CNN