Bolsas dos Estados Unidos fecham em alta; Tesla encerra com queda de 5%

Investidores não recebem bem enquete de Musk sobre vender suas ações da Tesla, e papéis da companhia caíam 3,18%, às 13h39, horário de Brasília

Touro de Wall Street em Manhattan, Nova York
Touro de Wall Street em Manhattan, Nova York REUTERS/Carlo Allegri

Artur Nicocelida CNN

São Paulo

Ouvir notícia

O Dow Jones fechou em alta de 0,30%, aos 36.436 pontos. O índice atingiu uma máxima recorde com a aprovação de um pacote de infraestrutura de US$ 1 trilhão nos Estados Unidos impulsionando setores industriais, de materiais e outros sensíveis à economia, enquanto a Tesla caía em meio a planos de Elon Musk de vender cerca de um décimo de sua participação na empresa.

Seis dos 11 principais setores do S&P 500 subiam nesta segunda-feira, depois que o Congresso dos EUA aprovou no sábado o projeto de infraestrutura chamado pelo presidente do país, Joe Biden, de investimento “único em uma geração”.

“Acho que há interesse dos investidores mais uma vez pelos setores industrial e de materiais agora que o pacote de infraestrutura foi aprovado”, disse Sam Stovall, estrategista-chefe de investimentos da CFRA Research.

Ao mesmo tempo, no fim da sessão norte-americana, o S&P 500 cresceu 0,09%, aos 4.701 pontos. O índice atingiu uma alta recorde na última sexta-feira (6), depois que dados do departamento do trabalho dos Estados Unidos mostraram que o crescimento do emprego se recuperou em outubro. O Nasdaq subiu 0,06%, aos 15.981 pontos.

Ainda na sessão desta segunda-feira, os índices também refletem o fim da temporada de balanços nos EUA. De acordo com dados do FactSet, cerca e 82% das empresas que compõem o S&P 500 relataram resultados acima das previsões dos analistas.

Outro ponto que prende a atenção dos investidores dos EUA nesta segunda-feira é a declaração do presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, que disse esperar que o Fed aumente os juros duas vezes em 2022, após encerrar sua redução na compra de títulos no meio do ano.

“Se a inflação for mais persistente do que estamos dizendo agora, então penso que podemos ter que agir um pouco mais cedo para manter a inflação sob controle”, disse Bullard em entrevista à Fox Business Network.

Na última reunião do Fed, o Banco Central dos Estados Unidos manteve a taxa de juros entre 0 e 0,25% ao ano

Outro foco do mercado norte-americano é o projeto bipartidário de dois senadores norte-americanos que busca dificultar grandes empresas de tecnologia fazerem M&As.

O gabinete da senadora democrata Amy Klobuchar, que preside a comissão de defesa da concorrência do Senado dos EUA, anunciou na última sexta-feira (6) que ela e o republicano Tom Cotton enviaram projeto que mira empresas como Alphabet, holding do Google, e Facebook.

No universo das ações, os investidores norte-americanos não tiveram bons olhos para a brincadeira de Elon Musk, CEO da Tesla, que publicou no Twitter, no último sábado (6), se deveria vender suas ações da companhia de tecnologia. O resultado da enquete foi de 57,9% sim e 42,1% não.

O bilionário, cuja fortuna estimada pela Forbes é de US$ 318,4 bilhões, afirmou que “estava preparado para aceitar qualquer um dos resultados” em uma publicação nas redes sociais.

As ações da Tesla negociadas no pré-mercado perderam 5,2%, antes do sino desta segunda-feira (8).

* Com Reuters

Mais Recentes da CNN