EUA avaliam proibir investimento em ações de Alibaba e Tencent, diz WSJ

Plano está sendo avaliado e pode não ser adotado enquanto as agências debatem o impacto nos mercados, diz a reportagem

Foto: Aly Song/Reuters

Por Munsif Vengattil, da Reuters

Ouvir notícia

Autoridades dos Estados Unidos estão considerando proibir cidadãos do país de investir em papéis do Alibaba e da Tencent Holdings, publicou nesta quarta-feira, (6) o Wall Street Journal, citando pessoas a par do assunto.

O plano está sendo avaliado e pode não ser adotado enquanto as agências debatem o impacto nos mercados, diz a reportagem.

Leia também
Light prepara oferta de ações de R$3 bi e Cemig deve vender fatia, dizem fontes
Fluxo cambial fica negativo em US$ 28 bi em 2020 e tem 2º pior ano da história

As ações da Alibaba listadas nos EUA caíam 4,2% nesta tarde.

Na terça-feira, (5) o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou uma ordem executiva proibindo transações com oito aplicativos de software chineses, incluindo o aplicativo de pagamento móvel Alipay, do Ant Group, aumentando as tensões com Pequim duas semanas antes de o presidente eleito Joe Biden tomar posse.

Alibaba e Tencent não responderam imediatamente aos pedidos de comentários da Reuters.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN