Bolsas dos EUA fecham em baixa com procura por ações baratas perdendo fôlego

Índice S&P 500 fechou em queda de 1,10%, a 4.482,73 pontos

Touro de Wall Street em Manhattan, Nova York
Touro de Wall Street em Manhattan, Nova York REUTERS/Carlo Allegri

Da Reuters

São Paulo

Ouvir notícia

Os principais índices de Wall Street fecharam em forte queda nesta quinta-feira (20), e um rali de mais cedo evaporou no fim da sessão, com investidores considerando se as ações já estariam baratas após uma liquidação de início de ano que empurrou o Nasdaq para território de correção.

Os principais índices dos EUA vinham operando em sólida alta por boa parte do dia, após uma queda acentuada na semana.

O Nasdaq na quarta-feira fechou mais de 10% abaixo de sua máxima histórica de novembro, confirmando ingresso em território de correção. O índice –com forte peso de ações de tecnologia– agora está quase 12% aquém de seu recorde e nesta quinta-feira fechou no nível mais baixo desde junho.

“Parece haver uma total falta de convicção”, disse Randy Frederick, vice-presidente de negociação e derivativos da Charles Schwab.

O índice S&P 500 fechou em queda de 1,10%, a 4.482,73 pontos. O Dow Jones caiu 0,89%, a 34.715,39 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 1,3%, a 14.154,02 pontos.

Dos 11 principais setores do S&P 500, dez terminaram em queda, com o setor de consumo discricionário em baixa de 1,9%. Serviços públicos –setor considerado defensivo– subiu 0,1%.

Prejudicando ainda mais as ações de crescimento, os papéis da Peloton Interactive despencaram quase 24%, após a CNBC informar que a fabricante de bicicletas ergométricas está pausando a produção de seus produtos fitness conectados (que permitem acompanhar aulas online), à medida que a demanda diminui e a empresa procura controlar custos. A Peloton foi uma das vencedoras no contexto de isolamento social em 2020, quando as pessoas passaram mais tempo em casa.

Os mercados de ações de forma geral têm tido um começo de 2022 difícil, já que um rápido aumento nos rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA –em meio a preocupações de que o banco central norte-americano se tornará agressivo no controle da inflação– atingiu particularmente as ações de tecnologia e de crescimento. O índice de referência S&P 500 cai quase 6% neste ano.

 

Mais Recentes da CNN