EUA devem considerar exigência de vacinação para viagens domésticas, diz Fauci

Diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas afirmou que exigência pode ampliar a vacinação contra a Covid-19 no país

Aeroporto internacional John F. Kennedy International, em Nova York
Aeroporto internacional John F. Kennedy International, em Nova York Jeenah Moon/Reuters

Virginia Langmaidda CNN

Atlanta

Ouvir notícia

O governo dos Estados Unidos considera exigir que as pessoas estejam vacinadas para embarcar em voos domésticos, disse o Dr. Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, nesta segunda-feira (27).

Os EUA atualmente exigem que os não-cidadãos que chegarem ao país por vias aéreas sejam totalmente vacinados, mas a vacinação para locomoção interna não é obrigatória.

Fauci disse que vale a pena considerar a ampliação desses requisitos. “Você precisa se perguntar por que está fazendo essa exigência”, disse o médico, ao MSNBC.

“Se você está fazendo uma exigência de vacinação para as pessoas entrarem nos aviões que estão chegando ao país, isso é compreensível. Você não quer trazer mais casos para o país. Mas se você está falando sobre exigir vacinação para embarcar em um avião doméstico, esse é apenas mais um dos requisitos que acho razoável considerar”, ponderou.

O infectologista não afirmou que fez essa recomendação ao presidente Biden, mas ressaltou que a exigência da vacina para viagens aéreas cria mais incentivos para a vacinação.

“Quando você torna a vacinação uma exigência, é outro incentivo para vacinar mais pessoas. Fazer isso com voos domésticos, é algo que acredito que deveria ser considerado seriamente”, disse ele.

O presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou em uma entrevista ao ABC News que, embora os requisitos de vacina para viagens aéreas domésticas tenham sido considerados, “recebeu a recomendação de que não é necessário”.

Mais Recentes da CNN