Evergrande e criptomoedas ilegais na China estão no radar dos mercados mundiais

Morning Call, com Priscila Yazbek, destaca o de mais importante na economia mundial e nacional hoje

Priscila Yazbekda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Os mercados abrem nesta sexta-feira (24) com risco da Evergrande voltando ao radar. Segundo a Bloomberg, a megaincorporadora chinesa não deu sinais de ter feito o pagamento de juros de um título emitido em dólar, que vencia ontem.

O mercado tinha acalmado com as injeções bilionárias do Banco Central chinês e rumores de que o governo da China transformaria a Evergrande numa estatal. Mas com a nova notícia, o risco de calote e a incerteza sobre a extensão do contágio nos mercados volta a preocupar investidores.

PMIs, dados de atividade mais fracos na Europa, principalmente na Alemanha, ajudam a pesar sobre os índices. Eles indicam que a euforia com a retomada econômica europeia pode ter ficado pra trás. As eleições na Alemanha no fim de semana contribuem pro clima de cautela.

Ainda no exterior, o mercado monitora novo episódio da campanha da China contra criptomoedas. Nesta sexta, o Banco Central da China declarou que as transações em criptomoedas são ilegais e prometeu adotar medidas de restritivas. O bitcoin caia 3% pela manhã.

No Brasil, depois de muitas idas e vindas, a reforma administrativa foi aprovada na comissão especial da Câmara.

A proposta inicial apresentada pelo governo no ano passado previa regras mais duras para o funcionalismo público, mas o texto que passou manteve estabilidade de servidores. No entanto, prevê demissão em caso de desempenho insuficiente e redução de salário de até 25% em caso de crise fiscal.

O texto também cedeu ao lobby da bancada da segurança ao transformar a Guarda Municipal em órgão policial, o que pode impactar despesas dos municípios. E um dos pontos mais polêmicos da reforma, a inclusão da elite do Judiciário e do Ministério Público, ficou de fora e só será votado no plenário, próximo passo de tramitação da proposta. Importante ressaltar que as medidas só afetam futuros servidores, não valem pra funcionários públicos já contratados.

No noticiário das empresas, a Eletrobras concluiu a venda das ações da transmissora Norte Brasil, por R$ 740,3 milhões. O Cade, nosso órgão antitruste, aprovou sem restrições a compra de ações da BRF, dona da Sadia e Perdigão, pela Marfrig.

Na agenda do dia, a prévia da inflação (IPCA-15) de setembro subiu 1,14 %, maior taxa pro mês desde 1994. O mercado esperava alta menor, de 1,02%. Em 12 meses, a inflação superou os 10%.

Também saiu o Índice de Preços ao Consumidor da FGV, que caiu 6,5 pontos, revertendo tendência de recuperação que começou em abril. Segundo a FGV, a reversão foi influenciada por inflação e desemprego altos, crise energética e aumento da incerteza econômica.

Ainda hoje, o conselho da Anatel se reúne pra discutir o edital do 5G, e a Aneel define a bandeira tarifária para outubro. No exterior, investidores acompanham discurso de Powell às 11h.

Mais Recentes da CNN