FaceTime com Android: as mudanças da Apple para uma vida pós-Covid

Nova atualização para iPhones estará disponível para o público em geral entre os meses de setembro e novembro

Atualização no FaceTime permitirá conversas com pessoas que têm Android
Atualização no FaceTime permitirá conversas com pessoas que têm Android Foto: Apple/Reprodução

Clare Duffy, CNN Business

Ouvir notícia

A Apple deu início à sua conferência anual de desenvolvedores nesta segunda-feira (7) revelando novos recursos no iOS 15 que atendem às nossas vidas enquanto o mundo começa a emergir da pandemia, incluindo atualizações para chamadas de vídeo no FaceTime e chaves digitais no Apple Wallet.

No FaceTime, a Apple (AAPL) oferecerá novas opções para permitir que os usuários assistam a filmes ou ouçam música durante uma ligação. A companhia também está introduzindo uma nova visualização em grade para transmitir melhor todos os rostos em uma chamada. Com atualização, os usuários de Android e Windows também poderão participar de chamadas do FaceTime.

“Todos nós acabamos usando chamadas de vídeo para quase tudo”, disse Craig Federighi, vice-presidente sênior de engenharia de software da Apple, durante a apresentação virtual nesta segunda.

A Apple também está introduzindo atualizações em sua carteira mobile que permitirão aos usuários desbloquear tudo, desde sua casa até seu quarto de hotel, com chaves digitais no aplicativo.

“Você nunca pode sair de casa sem as chaves, por isso continuamos adicionando chaves à carteira e tornando-as ainda melhores”, disse Jennifer Bailey, vice-presidente de serviços de Internet e Apple Pay, citando adições recentes, como chaves de carro para desbloquear um veículo de seu iPhone. A BMW e outras empresas enviarão carros com esse recurso a partir do final deste ano, disse ela.

A empresa também possibilitará o armazenamento de suas carteiras de identidade na Apple Wallet.

A partir do outono americano (entre setembro e novembro), os usuários podem digitalizar suas carteiras de habilitação ou identidade no aplicativo de carteira — nos estados participantes — onde serão armazenadas de forma criptografada. Bailey disse que a Apple está trabalhando com a TSA para usar essa identificação digital em pontos de verificação de segurança de aeroportos.

Os recursos foram anunciados durante a palestra principal da Conferência Anual de Desenvolvedores Mundiais da Apple (WWDC, na sigla em inglês), um evento de vários dias que costuma conter muitas notícias de software. O iOS 15 estará disponível para o público em geral entre os meses de setembro e novembro. 

Além de apresentar novos gadgets, a WWDC é a primeira chance para a Apple abordar sua comunidade de desenvolvedores após uma duradoura batalha legal com a Epic Games, criadora do Fortnite, por causa das taxas da App Store.

A empresa aproveitou a oportunidade para destacar a oportunidade de negócios para desenvolvedores em sua loja de aplicativos. A empresa disse que a App Store agora tem 600 milhões de visitantes semanais de 175 países e regiões, e que pagou mais de US$ 230 bilhões a desenvolvedores desde o lançamento da plataforma em 2008.

O evento foi embalado com tantos anúncios de produtos e recursos “que é difícil voltar atrás e imaginar as muitas novas experiências que as marcas serão capazes de construir sobre os dispositivos da Apple daqui para frente”, disse o vice-presidente e analista principal da Forrester Thomas Husson em um e-mail.

Aqui estão alguns dos destaques.

Manter a Apple no centro de nossas vidas pós-pandemia

Como muitas empresas de tecnologia, a Apple e seus produtos se tornaram ainda mais essenciais para nossas vidas durante a pandemia, pois inúmeras famílias foram forçadas a viver e trabalhar mais atrás das telas.

Os anúncios da Apple sugeriram como a empresa espera continuar a ser uma parte importante de nossas vidas, mesmo que muitos voltem a trabalhar e se socializar fora de casa.

Para as pessoas que ainda costumam ficar grudadas em suas telas, a Apple introduziu um novo recurso do iOS chamado “Foco”, que permitirá aos usuários selecionar quais tipos de notificações desejam receber e de quem, em determinados horários do dia.

Por exemplo, um usuário pode colocar seu telefone no modo “trabalho” e optar por receber apenas notificações de colegas de trabalho, e-mails e mensagens do Slack. Quando outras notificações são desativadas, os usuários podem definir uma resposta automática de “não perturbe” para as mensagens.

“Com o Focus, você pode reservar um tempo no seu dia para o trabalho e para a vida pessoal”, disse Federighi.

No iMessage, a Apple quer tornar mais fácil para os usuários acompanharem as fotos, links e outros conteúdos que foram enviados. Aplicativos como Fotos, Safari e Apple Music agora terão uma “pasta compartilhada com você” para destacar o conteúdo que foi enviado por meio de mensagens.

Dobrando a privacidade

Como esperado, a Apple dobrou o seu foco em privacidade durante a apresentação.

“Na Apple, acreditamos que a privacidade é um direito humano fundamental”, disse Federighi, referindo-se a recursos recentemente implementados, como rótulos nutricionais de aplicativos. “Não achamos que você deva fazer uma troca entre ótimos recursos e privacidade. Acreditamos que você merece os dois.”

A empresa introduziu uma variedade de novos recursos de segurança, incluindo um chamado “proteção de privacidade de e-mail”.

O aplicativo de e-mail em dispositivos Apple agora ocultará os endereços IP dos usuários e sua localização, de modo que as empresas que enviam e-mails não podem vincular essas informações a outras atividades online dos usuários. Além disso, os remetentes não podem ver se ou quando os usuários abrem seu e-mail.

A Siri também está recebendo uma atualização de privacidade. O aplicativo de assistente virtual agora processará áudio diretamente no seu dispositivo, em vez de enviar comandos para um servidor, para aliviar as preocupações sobre a audição indesejada de áudio por terceiros.

Em 2019, a Apple se desculpou por permitir que empreiteiros escutassem comandos que os usuários dão ao Siri. A mudança também tornará o tempo de resposta da Siri mais rápido, disseram executivos da Apple.

Os assinantes do iCloud + podem aproveitar as vantagens de novos recursos de privacidade adicionais.

Eles incluem o Safari “retransmissão privada”, que criptografa o tráfego que sai do dispositivo de um usuário, de forma que nenhum terceiro (incluindo a Apple) possa interceptar e ler o que está procurando.

E o recurso “ocultar meu e-mail” permitirá que os assinantes insiram um e-mail gerado aleatoriamente ao se inscrever em uma conta em um novo site que encaminhará mensagens para sua caixa de entrada. Isso reduzirá o número de empresas que têm acesso aos endereços de e-mail diretos dos usuários.

Essas mudanças de privacidade provavelmente “causarão mais consternação entre as empresas que dependem dos dados do usuário para rastreamento, publicidade e monetização”, disse o analista-chefe da CCS Insight, Ben Wood, por e-mail.

A Apple enfrentou resistência nas mudanças de política de rastreamento de aplicativos incluídas no iOS 14.5, principalmente do Facebook (FB).

“Ocultar informações como endereços de IP, localização e se os usuários abriram ou leram e-mails pode limitar severamente a maneira como muitas empresas rastreiam e monetizam os usuários, mas será bem-vindo pelos consumidores que estão se tornando cada vez mais conscientes de quantos dados estão sendo capturados”, disse Wood .

O futuro do iPad

As atualizações do iPad OS 15 tornarão mais fácil para os usuários trabalharem.

Os usuários do iPad agora poderão colocar widgets entre os aplicativos em sua tela inicial, como widgets para contatos ou Apple TV, incluindo formatos novos e maiores feitos para a tela do iPad.

Um novo recurso de “multitarefa” no iPad permitirá que os usuários trabalhem em dois aplicativos ao mesmo tempo usando uma visualização dividida e um mecanismo simples de deslizar para alternar entre os aplicativos na visualização dividida.

A empresa também anunciou a tradução de todo o sistema para iPad OS, bem como para iOS e Mac OS. Os usuários podem clicar com o botão direito no texto em qualquer aplicativo – incluindo o texto selecionado de uma foto — e traduzi-lo. Um recurso de “tradução automática” pode ouvir quando você fala com seu iPad e traduzir essa fala.

AirPods

Um novo recurso do AirPods chamado “reforço de conversação” foi projetado para ajudar pessoas com deficiência auditiva.

A ferramenta concentra os AirPods Pro do usuário na pessoa que está falando à sua frente, tornando mais fácil ouvir em uma conversa cara a cara e também pode reduzir a quantidade de ruído ambiente.

A Siri agora também será capaz de ler automaticamente notificações importantes para usuários de AirPods de seus iPhones.

E, por último, as atualizações dos AirPods tornarão mais complicado perdê-los. Os usuários agora podem encontrar seus AirPods Pro e AirPods Max com a rede bluetooth “Find My” da Apple.

Se os usuários acharem que seus AirPods ausentes estão em algum lugar próximo, eles também podem selecionar “reproduzir som” no aplicativo Find My e os AirPods farão um som agudo — todos os recursos serão úteis quando as pessoas voltarem a viver fora de casa.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).

Mais Recentes da CNN