Farmacêutica Althaia registra pedido de IPO na CVM

Principais linhas da companhias incluem medicamentos genéricos e suplementos alimentares

Painel da Bolsa de Valores de São Paulo
Painel da Bolsa de Valores de São Paulo Foto: Alberto Ruy/MInfra (13/08/2019)

Luísa Laval, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A farmacêutica Althaia registrou nesta sexta-feira (30), um pedido de Oferta Pública Inicial de Ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A operação será coordenada pelo XP, pelo Itaú BBA e pelo Bank of America.

A empresa possui duas linhas principais de produtos focadas no tratamento, prevenção e bem-estar: a Althaia, com foco em medicamentos genéricos e similares, e a Equaliv, com foco em produtos nutracêuticos (tipo de suplemento alimentar), suplementos e preventivos, tanto nas linhas clínica e esportiva quanto nas linhas isentas de prescrição (OTC). Além disso, a empresa fabrica remédios para indústrias farmacêuticas parceiras.

De acordo com prospecto preliminar, a companhia registrou lucro líquido de R$ 40,3 milhões no primeiro semestre deste ano, queda de 17,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

A empresa somou Ebitda de R$ 55,5 milhões, 21,5% menor na comparação anual.

A Althaia pretende utilizar os recursos da oferta para construção de uma nova planta industrial, investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D), investimentos em capital de giro e reforço da estrutura de capital.

Mais Recentes da CNN