Faturamento da indústria tem menor nível em outubro desde junho de 2020, diz CNI

Terceira queda consecutiva mostra que recuperação da pandemia perdeu fôlego, segundo analista

João Pedro Malardo CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

A indústria de transformação brasileira teve uma queda de 2% no faturamento no mês de outubro, na comparação com setembro. O levantamento, divulgado nesta quarta-feira (1º) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), apontou que o nível foi o menor desde junho de 2020.

A queda mensal é a terceira consecutiva, totalizando 8%. Para Marcelo Azevedo, gerente de análise econômica da CNI, “os indicadores de outubro reforçam o sentimento dos meses anteriores de um esgotamento da recuperação da atividade econômica pós-paralisação com a pandemia”.

Comparando o faturamento em outubro de 2021 com o mesmo mês de 2020, o recuo foi de 12,8%. Azevedo afirma que a recuperação do setor tinha começado em agosto de 2020, com uma “sequência longa”, mas que foi interrompida.

Já o emprego não teve variação ante setembro, quando já havia sido registrada estagnação em relação a agosto. A massa salarial do setor caiu 1,4%, e o rendimento, 1,2%. As horas trabalhadas recuaram 0,9% ante setembro, quando houve crescimento de 1,5%.

“Esse cenário de falta de crescimento do emprego nos últimos meses, mais a inflação, vêm reduzindo os dois indicadores nos últimos meses”, diz Azevedo.

Outra queda foi apontada na utilização da capacidade instalada do setor, que recuou 0,6 ponto percentual em relação a setembro, a 80,8%. A queda é a quarta consecutiva, mas o patamar ainda está mais elevado que o da crise de 2014 a 2016.

Mais Recentes da CNN