Financiamento de veículos cresce 4,6% em agosto na comparação anual

Vendas financiadas neste mês chegam a 527 mil unidades, entre novos e usados

Trânsito na Avenida Radial Leste, principal via de ligação entre a zona leste e a região central de São Paulo
Trânsito na Avenida Radial Leste, principal via de ligação entre a zona leste e a região central de São Paulo Foto: Paulo Lopes/BW Press/Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

As vendas financiadas de veículos em agosto deste ano somaram 527 mil unidades. O número, que inclui autos leves, motos e pesados, representa um aumento de 4,6%, em comparação com o mesmo mês de 2020. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (8) pela B3, organização que opera a maior base privada de financiamento automobilístico do país.

Os financiamentos de carros usados registraram uma alta de 9,7%, enquanto as vendas financiadas de veículos novos tiveram uma queda de 6,4%, registrando assim uma média positiva. Entretanto, o levantamento destaca que a queda na comercialização de automóveis novos é “um reflexo da redução das vendas ainda afetada pela escassez mundial de semicondutores”.

A superintendente de Planejamento da B3, Tatiana Masumoto Costa, explicou que apesar da média positiva, o setor ainda permanece em tendência de queda.

“Apesar do aumento nos números gerais no Brasil, permanece a tendência de queda na compra de novos e aumento de financiamentos de veículos usados, principalmente para autos leves com maior tempo de uso”, argumentou Tatiana Masumoto Costa.

As vendas dos veículos financiados somaram quatro milhões de unidades ao longo dos oitos meses deste ano, entre novos e usados. O valor representa um crescimento de 20,4% em relação ao ano de 2020 e equivale a 671 mil unidades a mais.

Já o segmento de veículos pesados registrou um aumento aproximado de 30% nos financiamentos, em comparação de agosto, com o mesmo período do ano passado, com destaque para os veículos novos, que tiveram aumento de 55%.

Mais Recentes da CNN