Fintech de contas internacionais Nomad recebe aporte de R$ 100 milhões

A startup afirma ter mais de 50 mil contas abertas e prevê elevar esse número para 120 mil contas até dezembro

Moeda Nacional, Real, Dinheiro, notas de real,Cédulas do real
Moeda Nacional, Real, Dinheiro, notas de real,Cédulas do real Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Aluisio Alves

da Reuters

Ouvir notícia

A plataforma digital de contas internacionais Nomad anunciou nesta quarta-feira (28) que recebeu um aporte de US$ 20 milhões, pouco mais de R$ 100 milhões, liderado pelos fundos de capital de risco monashees e Spark Capital e que incluiu Propel, GFC, Abstract, Vast, ONEVC e Globo Ventures.

Criada em novembro passado por executivos da indústria de capital de risco, incluindo o fundador do iFood, Patrick Sigrist, a Nomad oferece contas de pagamentos e investimentos no exterior, além de transferências e compras internacionais, com tarifas menores do que as cobradas por instituições nos EUA e em países da Europa, por exemplo.

A startup afirma ter mais de 50 mil contas abertas e prevê elevar esse número para 120 mil contas até dezembro, com a reabertura das viagens para o exterior nos próximos meses.

Segundo o presidente e confundador da empresa, Lucas Vargas, os recursos captados serão usados principalmente para expansão da operação, desenvolvimento de novos produtos e aumento do quadro de funcionários atual de 75 para cerca de 150 trabalhadores até o fim do ano.

“Além das carteiras administradas e das temáticas, em breve lançaremos nossa plataforma de trading”, disse Eduardo Haber, outro cofundador da empresa.

Mais Recentes da CNN