Fitbit faz recall de 1,7 milhão de smartwatches por risco de queimadura

Recall voluntário envolve exclusivamente modelos de smartwatch Fitbit Ionic, que contêm uma bateria de íons de lítio que pode superaquecer

FitBit: Agência de Consumidores disse que o recall afeta um milhão de dispositivos vendidos nos Estados Unidos
FitBit: Agência de Consumidores disse que o recall afeta um milhão de dispositivos vendidos nos Estados Unidos Reprodução/ Fit Bit

Catherine Thorbeckedo CNN Business

Ouvir notícia

A Fitbit está fazendo o recall de 1,7 milhão de smartwatches devido a um potencial risco de queimadura, disse a Comissão de Segurança de Produtos de Consumo na quarta-feira (2).

O recall voluntário envolve exclusivamente modelos de smartwatch Fitbit Ionic, que contêm uma bateria de íons de lítio que pode superaquecer e representar risco de queimadura aos consumidores, de acordo com a CPSC.

A agência disse que o recall afeta um milhão de dispositivos vendidos nos Estados Unidos e outros 693.000 que foram vendidos internacionalmente.

A Fitbit recebeu pelo menos 174 relatos globalmente de superaquecimento da bateria do relógio, de acordo com o CPSC, com 78 relatos de queimaduras nos Estados Unidos, incluindo dois relatos de queimaduras de terceiro grau e quatro relatos de queimaduras de segundo grau.

Andrea Holing, porta-voz da Fitbit, de propriedade do Google, confirmou o recall em comunicado à CNN Business e disse que o número de relatos de lesões representava menos de 0,01% das unidades vendidas.

“A segurança do cliente é sempre a principal prioridade da Fitbit e, com muita cautela, estamos realizando um recall voluntário dos smartwatches Fitbit Ionic”, disse Holing no comunicado. ou rastreadores.”

A Fitbit acrescentou em um comunicado em seu site que seus smartwatches Ionic foram introduzidos em 2017 e a produção deles cessou em 2020.

A empresa pediu aos que possuem um relógio Fitbit Ionic que parem de usar o dispositivo.

A CPSC disse que os consumidores receberão um reembolso de US $ 299 após devolver o dispositivo à Fitbit, e a empresa também fornecerá aos consumidores participantes um código de desconto para 40% de desconto em dispositivos Fitbit selecionados.

O Google anunciou planos no final de 2019 para adquirir a Fitbit em um acordo de US$ 2,1 bilhões, enquanto buscava competir com os smartwatches da Apple. A aquisição foi concluída no ano passado.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN