Fitch aumenta previsão de preços de petróleo para 2022 e 2023

Petróleo tipo Brent deve ficar em US$ 100 (ante previsão anterior de US$ 70) o barril em 2022 e US$ 80 (antes era US$ 60) em 2023

Petróleo:
Petróleo: Zbynek Burival/Unsplash

Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A Fitch Ratings aumentou a previsão para os preços de petróleo para 2022 e 2023. De acordo com a agência de risco, o petróleo WTI deve ficar em US$ 95 neste ano (antes era esperado US$ 67), já em 2023, o barril deve ficar em US$ 76 (antes US$ 57).

Por outro lado, o petróleo tipo Brent deve ficar em US$ 100 (ante previsão anterior de US$ 70) o barril em 2022 e US$ 80 (antes era US$ 60) em 2023.

Segundo a agência de risco, as projeções de longo prazo permanecem inalteradas, refletindo o impacto da transição energética sobre a demanda e o custo marginal de produção.

A Fitch destacou que foram levados em conta os riscos significativamente maiores de interrupções no fornecimento de hidrocarbonetos russos após o conflito na Ucrânia e a intenção da Europa e de alguns países não europeus de reduzir sua dependência do combustível russo, aumentando a demanda por suprimentos em outros lugares e exacerbando o aperto do mercado.

No entanto, segundo a agência, existem várias fontes de suprimentos adicionais de petróleo que podem eventualmente aliviar o aperto ao longo do tempo.

“A Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos têm capacidade ociosa de cerca de 2 milhões e 1 milhão de barris por dia, respectivamente, embora não haja compromisso desses países em aumentar a produção para compensar potenciais perdas de petróleo russo. Além disso, há discussões para relaxar as sanções contra o Irã e a Venezuela”, afirma.

Mais Recentes da CNN