Futuros dos índices europeus Euro Stoxx 50 e Dax iniciam negociação na B3

Investidores brasileiros poderão investir nos contratos para os índices pela primeira vez

Contratos serão negociados em euro, mas serão compensados em reais
Contratos serão negociados em euro, mas serão compensados em reais Anna Nekrashevich/Pexels

João Pedro Malardo CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

A B3 informou nesta segunda-feira (10) que lançou dois novos índices futuros para negociação entre investidores brasileiros, o do Euro Stoxx 50 e do Dax. Ambos são índices referentes ao mercado de ações europeu.

Os futuros dos dois índices já estão com negociação disponível na bolsa de valores brasileira. A estreia é decorrente de uma parceria entre a B3 e a Qontigo, uma provedora global de índices de ações.

Em comunicado, a B3 afirmou que os contratos serão negociados em euro, mas serão compensados em reais. “Desta forma, os investidores registrados no Brasil podem acessar dois dos principais índices futuros por meio do mercado local e sem riscos cambiais”.

O Euro Stoxx 50 é o principal índice das ações de empresas de grande porte, as chamadas blue chips, dos países que compõe a zona do euro. Ele reúne os papéis de companhias de oito nações: Alemanha, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Irlanda, Itália e Países Baixos.

O Dax reúne as 40 maiores empresas que estão listadas na bolsa de valores de Frankfurt, na Alemanha, e que cumprem requisitos específicos de qualidade e rentabilidade.

Segundo a B3, o tamanho dos contratos futuros terá “o valor do índice Euro Stoxx 50 multiplicado pelo valor em euros de cada ponto, sendo que cada ponto equivale a 10 euros”.

Já para o Dax, o valor do contrato é “multiplicado pelo valor em euros de cada ponto, que por sua vez equivale a 5 euros”.

Os contratos que serão negociados possuirão data de vencimento para a terceira sexta-feira dos meses de março, junho, setembro e dezembro.

Sean Smith, diretor administrativo de derivativos da Qontigo, afirma que o lançamento dos índices atende a uma demanda global crescente por derivativos. Segundo ele, a oferta do Euro Stoxx 50 e do Dax permitirá que os investidores brasileiros opinem “sobre o desenvolvimento da Europa e da Alemanha – a maior economia da zona do euro”.

Mais Recentes da CNN