Gás encanado fica até 40% mais caro em São Paulo a partir desta segunda-feira

De acordo com a Arsesp, aumentos poderiam ter chegado a 80%, mas foram negociados com as concessionárias

Foto: Mykola Makhlai/Unsplash

Juliana Elias, do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

O gás encanado para os consumidores que estão nas áreas das concessionárias Comgás e Naturgy, no estado de São Paulo, terá reajustes que vão de 8,1% até 39,9%, válidos a partir desta segunda-feira (31). Os aumentos atingem consumidores residenciais, comerciais e industriais, além de motoristas que abastecem com gás natural veicular (GNV). 

De acordo com a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo (Arsesp), responsável pelos ajustes, os aumentos deveriam ter sido muito maiores, chegando até os 80%, por conta das altas no preço do gás fornecido às distribuidoras e também do IGP-M, índice de inflação usado para reajustar os contratos das empresas e que já acumula quase 40% nos 12 meses até maio. Os aumentos menores, porém, foram negociados com as companhias.

O aumento para os consumidores residenciais atendidos pela Comgás será de até 9,8%. Para os estabelecimentos comerciais chegará a 10,2%. De acordo com a Arsesp, as tarifas deveriam ter ficado em média 34% maiores nessa região caso não houvesse negociação. 

Entre os clientes da Naturgy, que atende as regiões de Sorocaba e Registro, no interior do estado, os maiores aumentos ficaram para a indústria (+39,7%) e o GNV (+39,9%). Para as residências, o gás encanado vai subir até 33,3%. Sem negociação, os aumentos teriam ficado entre 75% e 80% nesta área. 

Veja a seguir todas as correções: 

Mais Recentes da CNN