GM abre sua própria empresa de delivery com vans elétricas

Paletes elétricos motorizados, chamados de EP1, serão entregues à FedEx no início deste ano, e as primeiras 500 vans, chamadas de EV600, no final deste ano

Foto: Divulgação / General Motas

Peter Valdes-Dapena, do CNN Business

Ouvir notícia

A General Motors está desenvolvendo uma nova marca de veículos para vender vans elétricas para delivery nos Estados Unidos e Canadá a partir de 2021.

Chamada BrightDrop, a nova marca tem trabalhado com a FedEx para testar o novo sistema de entrega, e a FedEx Express será seu primeiro cliente. Além das vans, a BrightDrop também oferecerá um palete elétrico motorizado, controlado por courier, que transportará os pacotes dos caminhões até as portas das casas.

Segundo a GM, os paletes elétricos motorizados, chamados de EP1, serão entregues à FedEx no início deste ano, e as primeiras 500 vans, chamadas de EV600, no final deste ano. A montadora espera começar a entregar vans para clientes que não sejam a FedEx no início de 2022.

Outras empresas expressaram interesse nos produtos, como contou Pamela Fletcher, vice-presidente da GM de inovação global, mas a empresa não identificou nenhum cliente potencial até o momento.

A BrightDrop da GM se junta a uma série de startups que estão entrando no setor de vans elétricas para delivery. A Rivian, mais conhecida por seus modelos de picape elétrica e SUVs ainda a serem lançados, também está trabalhando em vans de entrega para a Amazon, um grande investidor.

A Canoo, uma empresa que lançou o conceito de veículo elétrico autônomo em 2019, recentemente anunciou planos para sua própria van de delivery. A startup Arrival, do Reino Unido, que recebeu financiamento da Hyundai, também está testando vans elétricas para entrega.

 

Embora seja uma meta ambiciosa lançar sua própria plataforma comercial de entrega, é um bom momento para a GM, considerando o boom do comércio eletrônico visto nos últimos 10 meses

disse Jessica Caldwell, analista da indústria automotiva da Edmunds

 

Espera-se que a demanda por entregas last mile (última milha em inglês, a parte final da entrega do produto) cresça 78% até 2030, disse a GM em um comunicado, citando um Estudo do Fórum Econômico Mundial.

A GM planeja criar uma nova rede de revendedores separada para a BrightDrop. A empresa não compartilhou informações sobre o custo dos veículos ou como essa rede de revendedores será estruturada.

A BrightDrop EV600 será capaz de rodar até 400 quilômetros com uma carga completa, de acordo com a GM. Com um carregamento rápido, ela pode obter a potência para rodar até 270 quilômetros em uma hora, de acordo com a GM.

O palete motorizado EP1 que a FedEx vem testando é algo como um armário sobre rodas. Com uma velocidade máxima de 5 km/h, ele tem motores elétricos para ajudá-lo a se mover por calçadas ou passarelas até chegar a uma casa. Um EP1 pode transportar até 90 kg. Durante um programa piloto, os entregadores da FedEx Express conseguiram manusear 25% mais pacotes usando o EP1, de acordo com a GM.

O EP1 pode funcionar com qualquer van, disse a GM. A BrightDrop ajudará os clientes a modificar outras vans em suas frotas para trabalhar com o EP1 e os clientes podem usar uma plataforma elevatória padrão para colocar o EP1 dentro e fora da van. A GM também publicou uma animação de uma van conceito em seu site da CES, com aberturas na lateral e um elevador embutido para carregar vários EP1s com mais rapidez.

A BrightDrop também está trabalhando em um veículo de entrega de “média distância”, que pode transportar vários EP1s em grandes áreas fechadas, como campi ou grandes centros de distribuição.
Assim como muitos veículos elétricos, a van e o EP1 fornecerão informações em tempo real sobre sua localização e carga da bateria.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).

Mais Recentes da CNN