Google construirá cabo submarino para conectar EUA, Brasil, Uruguai e Argentina

O cabo, chamado Firmina, será o mais longo do mundo, disse o Google

Google mudará recurso que autocompleta buscas dos usuários para não mostrar sugestões sobre eleições nos EUA
Google mudará recurso que autocompleta buscas dos usuários para não mostrar sugestões sobre eleições nos EUA Foto: Charles Platiau - 1.set.2020/ Reuters

Por Akanksha Rana, da Reuters

Ouvir notícia

 O Google, da Alphabet, disse nesta quarta-feira (9) que está construindo um cabo submarino que conectaria Estados Unidos, Brasil, Uruguai e Argentina, para aumentar a capacidade de conexão à internet entre essas regiões.

O cabo, chamado Firmina, será o mais longo do mundo, disse o Google em um blog, acrescentando que irá da costa leste dos Estados Unidos a Las Toninas, na Argentina, com pontos adicionais em Praia Grande, Brasil, e Punta del Este, Uruguai.

“O Firmina melhorará o acesso aos serviços do Google para usuários na América do Sul. Com 12 pares de fibra, o cabo transportará o tráfego de forma rápida e segura entre a América do Norte e a do Sul, dando aos usuários acesso rápido e de baixa latência a produtos do Google, como Pesquisa, Gmail e YouTube, bem como serviços do Google Cloud “, disse o Google.

O anúncio ocorre em meio a um aumento na demanda por serviços de internet e nuvem, uma vez que a pandemia de Covid-19 desencadeou aumento de trabalho, compras e entretenimento online.

Mais Recentes da CNN