Google vai cortar à metade taxa de serviço paga por desenvolvedores de app

A mudança vai reduzir as taxas da loja de aplicativos do Google de 30% para 15%, disse a empresa

Google mudará recurso que autocompleta buscas dos usuários para não mostrar sugestões sobre eleições nos EUA
Google mudará recurso que autocompleta buscas dos usuários para não mostrar sugestões sobre eleições nos EUA Foto: Charles Platiau - 1.set.2020/ Reuters

Chavi Mehta, da Reuters

Ouvir notícia

O Google disse nesta terça-feira (16) que cortará pela metade a taxa de serviço que os desenvolvedores de aplicativos pagam à sua loja pelo primeiro milhão de dólares em receita que ganham a cada ano. A mudança vai reduzir as taxas da loja de aplicativos do Google de 30% para 15%, disse a empresa.

A decisão segue um movimento semelhante da Apple, que disse em novembro que planejava reduzir as comissões da App Store para desenvolvedores de software que ganham US$ 1 milhão ou menos a cada ano com a loja.

No entanto, a mudança de política do Google não se limita apenas a desenvolvedores menores.

Ambas as companhias foram criticadas por grandes empresas como Microsoft, Spotify, bem como startups e empresas menores, que alegam que as taxas privam os consumidores de escolhas e aumentam o preço dos aplicativos.

“Seja 15% ou 30%, para aplicativos obtidos por meio da Google Play Store, os desenvolvedores são forçados a usar os serviços de pagamento no aplicativo do Google”, disse a Epic Games em comunicado à Reuters.

A Epic está em disputa com a Apple desde agosto por causa das taxas da App Store, quando a produtora de videogames tentou evitar a taxa de 30% cobrada pela Apple na App Store lançando seu próprio sistema de pagamento, o que fez a Apple banir o game Fortnite de sua loja.

A redução da taxa apenas alivia parte da carga financeira dos desenvolvedores, disse a Epic, acrescentando que o Android do Google precisa estar totalmente aberto à competição por um mercado de aplicativos justo.

O Google disse que cerca de 99% dos desenvolvedores em sua loja de aplicativos veriam uma redução de 50% nas taxas após a mudança, que entra em vigor em 1º de julho.

Mais Recentes da CNN