Governo Biden promete reduzir em 50% custo de baterias para carros elétricos

Jennifer Granholm, secretária de Energia do país, disse que esta e outras medidas para uso em larga escala de energias renováveis serão anuncidas em breve

Governo Biden prometeu reduzir custo de baterias de carros elétricos em 50%
Governo Biden prometeu reduzir custo de baterias de carros elétricos em 50% Foto: Reprodução/CNN (28.nov.2020)

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A secretária de Energia dos Estados Unidos, Jennifer Granholm, afirmou, nesta sexta-feira (23), que o país anunciará nas próximas semanas uma redução no custo das baterias utilizadas por carros elétricos.

“Vamos cortar os preços das células de bateria novamente em 50%, reduzindo a necessidade de materiais críticos, tornando veículos elétricos acessíveis e, talvez, até mais baratos do que os carros a gasolina”, disse Granholm, no segundo dia da Cúpula de Líderes sobre o Clima.

Essa foi uma das promessas da secretária para que as energias renováveis possam ser utilizadas, em larga escala, até o final desta década.

“Esta é a ‘viagem à lua’ da nossa geração”, disse Granholm, sobre as oportunidades de empregos e investimento em tecnologia limpa, como captura e armazenamento de carbono, painéis solares e veículos elétricos.

Ela disse ainda que serão anunciadas medidas para diminuir o preço do uso de hidrogênio em 80% até 2030, o tornando competitivo com gás natural. 

“Nas próximas semanas, anunciaremos novos objetivos para saltos para a próxima geração de tecnologia, começando por hidrogênio, captura de carbono, combustíveis industriais e armazenamento de energia. Vamos estimular nossos laboratórios nacionais, nossas universidades e o setor privado a desbloquearem grandes mudanças”, prometeu.

Granholm destacou ainda uma meta que já foi anunciada pelo governo norte-americano: cortar o preço da energia solar em 50% até 2030.

“Esses compromissos são incríveis. O presidente Biden patrocinou esse evento por um único motivo: precisamos elevar nossas ambições coletivas em relação às mudanças climáticas”, disse a secretária, que antes de entrar no governo Biden já acumulava longo histórico de defesa de energias limpas.

“Mais do que tudo, precisamos de uma mentalidade que ultrapasse a resistência às mudanças. Muitos estão presos ao status quo. Talvez, sejam insistentes que não podemos atingir nossas metas, mas um antigo provérbio dizia que “quando os ventos de mudança sopram, umas pessoas levantam barreiras, outras constroem moinhos de vento”.

(Com informações da Reuters)

Mais Recentes da CNN