Governo estuda remanejar linha do Plano Safra por forte demanda, diz ministério

Segundo a pasta, somente no primeiro mês de contratação, os financiamentos atingiram R$ 27 bilhões alta de 16% em relação ao mesmo período da safra passada

Agricultor checa lavoura de soja em Barreiras (BA)
Agricultor checa lavoura de soja em Barreiras (BA) 06/02/2014REUTERS/Ueslei Marcelino

Nayara Figueiredoda Reuters

, da Reuters

Ouvir notícia

O governo federal estuda remanejar os recursos ofertados entre as linhas de crédito rural do Plano Safra 2021/22, em razão da alta procura dos produtores rurais e das cooperativas agropecuárias por programas de investimento, informou o Ministério da Agricultura em nota nesta sexta-feira (27).

Na atual temporada, foram disponibilizados cerca de R$ 251 bilhões em recursos do Plano Safra.

Segundo a pasta, somente no primeiro mês de contratação, os financiamentos atingiram R$ 27 bilhões alta de 16% em relação ao mesmo período da safra passada.

Em julho, a tomada de crédito rural para investimentos chegou a R$ 6,8 bilhões o equivalente a 9% dos R$ 73,4 bilhões destinados para essa finalidade.

Mais Recentes da CNN