Governo arrecada R$ 38,8 milhões com leilão de três portos nesta sexta (13)

O porto de Salvador, o mais disputado, foi arrematado pela Intermarítima por R$ 32 milhões, o triplo do valor inicial oferecido pela empresa

Ligia Tuon, do CNN Brasi Business, em São Paulo

Ouvir notícia

 

O governo federal leiloou na tarde desta sexta-feira (13) três terminais portuários localizados no Ceará, no Amapá e na Bahia. O investimento total alcança mais de R$ 106 milhões, segundo a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ). Ao todo, o leilão levantou R$ 38,8 milhões em outorgas para o governo federal.

Foi ofertada uma área no Porto de Santana, estado do Amapá, voltada para movimentação de granéis sólidos vegetais, especialmente farelo de soja; outra no Porto de Fortaleza, Ceará, onde se destaca a passagem de trigo em grãos; e outra área no Porto de Salvador, Bahia, para movimentação de carga geral em contêineres.

 

Arremates 

O porto de Santana foi o primeiro a ser leiloado, que recebeu apenas uma proposta, da Caramuru Alimentos S.A., representada pela corretora Itaú, que ofertou valor de outorga de R$ 5,85 milhões, próximo ao valor mínimo exigido. 

Na sequência, foi oferecido o porto de Fortaleza, também representada pela corretora Itaú, com valor mínimo de outorga de R$ 1. O ativo foi arrematado pela Tergran – Terminais de Grãos de Fortaleza Ltda, única interessada, por R$ 1 milhão

Por último, o porto de Salvador, com três interessados, foi arrematado por R$ 32 milhões pela Intermarítima Portos e Logística S/A, representada pela corretora Ativa Investimentos, que triplicou a aposta inicial em disputa com a Wilson Sons Terminais e Logísticas, representada pela corretora Itaú, que parou no lance de R$ 30 milhões. Já a Martins Medeiros Logística, pela corretora Necton, chegou aos R$ 23,2 milhões. 

InfraWeek

Em abril, o governo leiloou cinco terminais portuários, quatro deles no Porto de Itaqui (IQI03, IQI11, IQI12 e IQI13), no Maranhão, e um no Porto de Pelotas (PEL01), no Rio Grande do Sul, no que chamou de InfraWeek.  

Ao todo, o leilão levantou R$ 216 milhões em outorgas. No total, os projetos vão representar investimentos de R$ 600 milhões durante o contrato de concessão.

MCP02 – Porto de Santana (AP)

Área – 3.186,74 m2

Prazo Contratual – 25 anos

Receita Bruta Global do Contrato – R$ 261,6 milhões

Investimento total – R$ 41,3 milhões

Movimentação total – 4,3 milhões (t)

MUC01 – Porto de Fortaleza (CE)

Área – 6.000 m2

Prazo Contratual – 25 anos

Receita Bruta Global do Contrato – R$ 516,6 milhões

Investimento total – R$ 47,6 milhões

Movimentação total – 14,8 milhões (t)

SSD09 – Porto de Salvador (BA)

Área – 16.707,81 m2

Prazo Contratual – 10 anos

Receita Bruta Global do Contrato – R$ 190 milhões

Investimento total – R$ 17,7 milhões

Movimentação total – 842,4 mil (t)

 

Tópicos

Mais Recentes da CNN