Governo não se preparou para limite do teto de gastos, diz ex-secretário da RF

Marcos Cintra afirmou à CNN que a regra do teto de gastos, que o governo quer alterar, é uma âncora importante para o país

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN nesta sexta-feira (22), o ex-secretário da Receita Federal Marcos Cintra afirmou que o governo não se preparou para lidar com o teto de gastos. O governo quer alterar a regra para viabilizar o financiamento do seu novo programa social, o Auxílio Brasil.

 

“O governo não fez a lição de casa para poder enfrentar o limite de teto de gastos, que é uma âncora importante para o país”, disse Cintra.

“A ideia do teto de gastos é fazer com que haja pressão para que o governo reduza os gastos desnecessários, abusivos e ineficientes, abrindo espaço para gastos importantes, que sem dúvida alguma crescem ao longo do tempo.”

O relator da PEC dos Precatórios, deputado Hugo Motta (Republicanos-PB), apresentou uma complementação do voto que trouxe alterações na regra. A proposta foi aprovada pela comissão especial da Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (21).

Apesar das mudanças, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o valor de R$ 400 decidido para o Auxílio Brasil “tem responsabilidade” e não se trata de uma “aventura”. Já o ministro da Economia Paulo Guedes, ao lado do chefe do Executivo, afirmou que ele precisa avaliar o limite de quanto é possível gastar sem abalar os fundamentos fiscais

Mais Recentes da CNN