Guedes defende visão ‘mais gentil’ para analisar o que acontece no Brasil

Ministro citou a recessão econômica de 2020 menor do que o esperado, bem como a criação de empregos no período

Anna Russi,

da CNN Brasil, em Brasília

Ouvir notícia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu que a visão sobre o Brasil, tanto nacional como internacional, seja mais gentil. Para sustentar seu argumento, o ministro citou a recessão econômica de 2020 menor do que o esperado, bem como a criação de empregos no período. 

“Estamos avançando com as reformas estruturais e acho isso muito construtivo. Então, precisamos ser mais gentis quando analisamos o que está ocorrendo no Brasil e com o momento”, disse nesta quinta-feira (8), em conversa virtual com investidores, promovida pela Brazilian-American Chamber of Commerce (Amcham). 

 

Apesar de admitir problemas na aprovação do Orçamento de 2021, o ministro voltou a negar que haja atrito entre o Executivo e o Legislativo sobre tema. 

“Tem muito barulho sobre crise política no Brasil e problemas com Orçamento, mas eu espero que seja apenas um ruído. Temos a sinalização de uma coalização política que vai, pela primeira vez, aprovar o Orçamento em conjunto”, disse ao reforçar que o problema é temporário, já que as lideranças políticas buscam acordos para corrigir os “excessos”. 

Paulo Guedes, ministro da Economia
Paulo Guedes, ministro da Economia
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

 

Para ele, o desafio é encaixar as emendas impositivas dentro de programas do governo. “[Os parlamentares] querem usar suas respectivas fatias do bolo em algum programa do governo federal. Isso foi o que causou o excesso”, completou.

Mais Recentes da CNN