Guedes diz não ter dúvidas de que Europa e Estados Unidos vão enfrentar recessão

Guedes classificou o cenário internacional como um "mar turbulento"

Anna Russida CNN

Brasília

Ouvir notícia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, classificou o cenário internacional como um “mar turbulento” que não vai se acalmar tão cedo. Na avaliação dele, a situação da economia mundial ainda vai “se agravar muito”.

Nessa linha, ele afirmou não ter dúvidas de que a Europa e os Estados Unidos vão passar agora por uma recessão.

“Não tenho a menor dúvida de que vem uma recessão na Europa e nos Estados Unidos. […] Eles tentavam um pouso suave quando veio o Covid e depois a guerra da Rússia e da Ucrânia. Desorganizou as cadeias produtivas e não existe mais a opção de pouso suave para eles, é o ‘hard landing’. Já vai dar errado”, disse durante a abertura do Fórum de Investimentos Brasil 2022 nesta terça-feira (14).

Apesar disso, o ministro reforçou que o Brasil pode se beneficiar do cenário exterior conturbado.
“O Brasil é o contrário, estamos começando a decolagem de novo. […] O Brasil hoje é citado na mídia lá fora como exemplo no combate à inflação. Enquanto os outros lá fora se fecham, a gente se abre, mas com cautela. Somos liberais, mas não somos trouxas”, observou.

Para ele, a reindustrialização gradual do Brasil vai contribuir para a recolocação do país nas cadeias produtivas globais em um momento em que demais países reforçam medidas protecionistas.

Guedes ainda definiu o fluxo de investimentos privados contratados para os próximos anos como uma “avalanche”. “A reforma dos marcos regulatórios nos permite ampliar uma retomada gradual do investimento privado. Virou uma avalanche. Nunca tivemos um compromisso dessa ordem de magnitude (cerca de R$ 800 bilhões) para os próximos anos. Isso garante o crescimento da economia brasileira”, completou.

Mais Recentes da CNN