Guedes pede dispensa de convocação para explicar offshore na Câmara

Audiência foi remarcada para a terça-feira (16), quando ministro acompanha o presidente Bolsonaro em agenda internacional

Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

Larissa RodriguesAnna Russida CNN

em Brasília

Ouvir notícia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu que a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço da Câmara volte atrás a respeito de sua convocação para prestar esclarecimentos sobre sua offshore em paraíso fiscal.

“Venho pedir a compreensão e a gentileza para que sejam acolhidas como suficientes as informações prestadas por intermédio dos documentos apresentados, no dia 9 de novembro de 2021, a essa Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público”, diz ofício do ministro enviado à comissão nesta sexta-feira (12).

Inicialmente, Guedes devia ter sido ouvido por três comissões da Casa na última quarta (10), mas informou que não iria. Com isso, a audiência foi remarcada para a terça-feira (16), quando ministro acompanha o presidente Jair Bolsonaro em agenda internacional.

Na quinta-feira (11), o deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) disse estar preparando uma representação ao Ministério Público Federal (MPF) contra o ministro da Economia. Segundo o parlamentar, autor do pedido de convocação de Guedes na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, ele cometeu crime de responsabilidade ao não comparecer nas audiências.

Procurada, a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço da Câmara informou que a audiência será remarcada para quando o ministro voltar de Dubai. A previsão de retorno é para o dia 23 de novembro.

Mais Recentes da CNN