Havan pede registro de companhia aberta e pode retomar plano de IPO

Após pedido de abertura ter sido suspenso em outubro, empresário Luciano Hang faz segunda petição

Loja da Havan, em Pinhais, no Paraná (02.MAR.2018)
Loja da Havan, em Pinhais, no Paraná (02.MAR.2018) Foto: Divulgação

Por Aluísio Alves, da Reuters

Ouvir notícia

 A varejista Havan pediu nesta quarta-feira (12) o registro de companhia aberta, possivelmente voltando aos planos de uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) que foi suspensa em outubro.

O empresário Luciano Hang, notório apoiador do presidente Jair Bolsonaro, planejava vender uma fatia da icônica cadeia de lojas que têm na fachada réplicas da Estátua da Liberdade, e buscar recursos para financiar aberturas de centros de distribuição e novas lojas, além de investimentos em tecnologia e reforço no capital de giro.

No entanto, desistiu de levar adiante a operação, porque investidores não aceitaram avaliar a companhia em cerca de R$ 100 bilhões, como pretendia o empresário.

Desta vez, porém, o pedido de registro de companhia aberta não veio imediatamente acompanhado de uma solicitação para realizar uma oferta de ações, o que indica que a Havan preferiu esperar o melhor momento do mercado para a operação.

Mais Recentes da CNN