Ikea vai alugar um apartamento de 10 m² no Japão por menos de US$ 1

Campanha de divulgação do apartamento envolve um "tubarão" que finge ser um corretor de imóveis

Jack GuyJunko Ogurado CNN Business*

Ouvir notícia

A varejista sueca Ikea está se tornando uma locatária de imóveis no Japão com um minúsculo apartamento que será alugado em Tóquio.

O imóvel de 10 metros quadrados está localizado no distrito de Shinjuku e seu aluguel custará apenas 99 ienes (US$ 0,86) por mês, de acordo com detalhes divulgados pela Ikea nesta semana.

Apenas uma unidade está disponível, totalmente mobiliada com móveis e acessórios da Ikea. A empresa está aceitando inscrições de potenciais inquilinos, que devem ter mais de 20 anos, até o dia 3 de dezembro.

O apartamento será então alugado até 15 de janeiro de 2023, segundo a Ikea. O inquilino terá que pagar as próprias contas de serviços públicos.

Dez metros quadrados não são muita coisa, mas a Ikea afirma ter trabalhado muito para aproveitar ao máximo a área disponível.

“Um dos segredos é aproveitar bem o espaço vertical”, disse a empresa em seu site. “Ao capturar a sala tridimensionalmente, novas possibilidades se abrem em um espaço limitado”.

Tóquio é uma das cidades mais populosas do mundo, impulsionando a tendência dos micro apartamentos. A cidade é o lar de pouco mais de 14 milhões de pessoas, de acordo com o Governo Metropolitano de Tóquio.

A Ikea está promovendo sua pequena casa com a ajuda de um tubarão chamado Blahaj, que aparece em uma série de vídeos promocionais publicados no YouTube.

A personagem Blahaj retrata um corretor especializado em pequenos espaços. Nos clipes, Blahaj transforma o minúsculo apartamento com a ajuda de um membro da equipe de design de interiores da Ikea. Confira um dos episódios, em japonês:

 

Esta não é a primeira vez que a Ikea se envolve com imóveis.

A empresa tem uma joint venture, a BoKlok, com a empresa de construção sueca Skanska, que construiu casas modulares a preços acessíveis na Suécia, Finlândia e Noruega.

Em 2019, a BoKlok lançou um novo estilo de casa para pacientes com demência, projetado para permitir que eles continuem morando em casa.

Os ajustes no design incluíram tirar os espelhos dos banheiros e equipar a cozinha com botões antigos, em vez de controles digitais.

*(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original, em inglês)

Mais Recentes da CNN