Indicador de Incerteza da Economia cai pela terceira vez, diz FGV

Componente de expectativas, baseado nas previsões dos analistas econômicos para os 12 meses seguintes, recuou 18,2 pontos, para 140,5 pontos

Por Vitor Abdala, da Agência Brasil

Ouvir notícia

O Indicador de Incerteza da Economia, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 9,2 pontos em fevereiro deste ano, para 128,2 pontos.  

Coronavírus tem afetado Bolsas de Valores e a cotação das moedas pelo mundo
Recuo foi de 9,2 pontos em fevereiro, passando para 128,2 pontos
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Essa é a terceira queda consecutiva do indicador, que, apesar disso, está 13 pontos acima do nível de fevereiro de 2020, último mês antes do início das medidas de isolamento social decorrentes da pandemia de covid-19.

Os dois componentes do Indicador de Incerteza recuaram em fevereiro. O componente de mídia, baseado na frequência de notícias com menção à incerteza na mídia, caiu 6,1 pontos, para 122,2 pontos.

O componente de expectativas, baseado nas previsões dos analistas econômicos para os 12 meses seguintes, recuou 18,2 pontos, para 140,5 pontos.

Mais Recentes da CNN