Índice de blue chips da China fecha em máxima de 2,5 anos após estímulos

A China permitirá que os governos locais usem parte do dinheiro que levantarem com os títulos especiais este ano para recapitalizar alguns bancos pequenos

 
  Foto: Issei Kato/Reuters

Da Reuters

Ouvir notícia

As ações da China avançaram nesta quinta-feira (2), com o índice de blue-chips fechando no nível mais alto em dois anos e meio, impulsionadas pela decisão de Pequim de gastar mais para impulsionar a economia.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 2,07%, no nível mais elevado desde 26 de janeiro de 2018. O índice de Xangai teve alta de 2,13%.

Liderando os ganhos, o subíndice imobiliário do CSI300 e o CSI300 SWS ganharam 3,5% e 7%, respectivamente.

O Ministério das Finanças da China afirmou que está planejando vender mais títulos especiais do Tesouro para financiar infraestrutura relacionada a saúde pública e ajuda à economia afetada pelo coronavírus, como parte de um proposta para emitir ¥ 1 trilhão nesse tipo de títulos este ano.

A China permitirá que os governos locais usem parte do dinheiro que levantarem com os títulos especiais este ano para recapitalizar alguns bancos pequenos, disse o gabinete na quarta-feira (1), buscando sustentar bancos e empresas pequenas em meio à crise do coronavírus.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,11%, a 22.145 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 2,85%, a 25.124 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 2,13%, a 3.090 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 2,07%, a 4.335 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 1,36%, a 2.135 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,87%, a 11.805 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,02%, a 2.636 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 1,66%, a 6.032 pontos.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN