Índice de lançamentos da indústria tem primeiro resultado positivo desde 2019

O Índice GS1 de Atividade Industrial mostrou crescimento de 2,8% no acumulado em 12 meses até abril

Foto: CNI

Natália Flach, do CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia

 

A expectativa de lançamento de produtos da indústria ficou positiva pela primeira vez desde setembro de 2019, puxada pelos têxteis. O Índice GS1 de Atividade Industrial da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, que mede a perspectiva de lançamento de produtos com base nos pedidos de novos códigos de barras, mostrou crescimento de 2,8% no acumulado em 12 meses até abril.

Já em relação ao mesmo mês do ano passado o salto foi de 40,1%. Quando se compara os primeiros quatro meses do ano com o mesmo período de 2020, o avanço foi de 12,6%. “A indústria nacional gradualmente renova seu portfólio, mostrando uma forte adaptação à nova realidade”, diz Virginia Vaamonte, CEO da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, em nota.

Setores

O que impulsionou o indicador em 12 meses até abril foi a indústria têxtil, que avançou 31,8% no período. Na comparação de abril de 2021 ante o mesmo mês de 2020, o salto do setor foi de 400,2%.

Marina Pereira, gerente de pesquisa e desenvolvimento da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, explica que, por mais que ainda existam muitas incertezas, as empresas já sabem quais são os pontos críticos. “O crescimento no caso da moda acontece também do reposicionamento das marcas e dos novos canais online”, diz.

Essa reinvenção também aconteceu no caso da indústria de alimentos e bebidas que antes tinham restaurantes e bares como grandes clientes. “O consumo durante a pandemia passou a ser feito no lar, então, o setor teve de entender o consumidor e diversificar os produtos com novos sabores e embalagens.”

Não à toa, o Índice GS1 de Atividade Industrial mostra um salto de 52,9% no segmento de alimentos e de 100% no de bebidas em abril em relação ao mesmo mês do ano passado.

Tópicos

Mais Recentes da CNN