Itaú revê projeções e passa a ver PIB em queda de 0,5% em 2022

Banco já tinha saído de uma projeção de alta de 1,5% para 2022 ao reduzir crescimento do próximo ano para 0,5% e, agora, indica recessão no país

Thais Herédiado CNN Brasil Business

Ouvir notícia

Analista do relatório Focus do Banco Central estão apontando PIB e inflação piores até 2024. Isso é a reflexo da percepção sobre a dinâmica que a economia pode adotar a partir de agora: mais riscos, mais juros e menos crescimento.

Os dados indicam que não será um desarranjo econômico pontual, ele deve se desenrolar por dois ou três anos. E o aumento dos combustíveis deve fazer parte desse contexto.

O Itaú, por exemplo, para surpresa do mercado, soltou comunicado de revisão de suas estimativas dos principais indicadores e passou a ver queda do PIB. O relatório passou de alta de 05%, para queda de 0,5%.

O banco não sabia do aumento dos combustíveis anunciado nesta segunda-feira (25), mas a repercussão acaba sendo na dinâmica como a economia funciona e no ritmo que ela vai seguir.

Como é um dos maiores bancos do país, o Itaú acaba sendo uma referência para outras casas de análises, casas financeiras e fundos de investimentos, por exemplo. Essa revisão do Itaú foi uma surpresa no mercado, pois o banco já tinha saído de uma projeção de alta de 1,5% para 2022, depois reduziu a alta do próximo ano para 0,5% e agora, com essa queda de 0,5%, está antecipando que o Brasil vai viver uma nova recessão.

Mais Recentes da CNN